Lei em vigor

Líder do governo Marchezan na Câmara garante que carroças e carrinhos não serão recolhidos

Vereador Clàudio Janta ressalta que grupo criado pela prefeitura buscará solução para catadores de lixo reciclável em Porto Alegre

Por: Zero Hora e Marina Pagno
09/03/2017 - 21h47min | Atualizada em 09/03/2017 - 21h50min
Líder do governo Marchezan na Câmara garante que carroças e carrinhos não serão recolhidos Marina Pagno/Gaúcha
Protesto foi realizado nesta quinta-feira, em frente à Câmara Municipal Foto: Marina Pagno / Gaúcha  

Mesmo com a lei que proíbe a circulação de carroças e carrinhos em Porto Alegre entrando em vigor nesta sexta-feira, a administração municipal não deverá recolher nenhum equipamento. A garantia foi dada pelo vereador Clàudio Janta (SD), líder do governo Marchezan na Câmara Municipal.

Na tarde desta quinta-feira, carrinheiros entregaram à Mesa Diretora do Legislativo um projeto — este deve ser encaminhado a um grupo da prefeitura para estudo e busca de uma solução para os carrinheiros.

Leia mais:
Lei que impede trabalho de carrinheiros deixa profissionais aflitos na Capital 
Câmara aprova prorrogação de seis meses para circulação de carrinheiros

— Até decidirem o que será feito, nenhum carrinho será recolhido pela EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) — disse Janta.

Nesta quinta-feira, trabalhadores foram à Câmara Municipal e à prefeitura, em protesto, buscar a prorrogação do prazo para entrada em vigor da lei, a partir de um projeto do vereador Marcelo Sgarbossa (PT). A legislação publicada em 2008 estabeleceu um período de oito anos para que os veículos de tração animal e de tração humana fossem banidos. Além da ampliação do prazo, os trabalhadores querem a realização de um projeto de inclusão socioeconômica que visa profissionalizar esse tipo de atividade.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.