Reajuste

Nova tarifa do transporte público de Porto Alegre será enviada ao Comtu até segunda-feira

Valor da passagem de ônibus e lotações está sendo calculado pela EPTC

02/03/2017 - 18h35min | Atualizada em 02/03/2017 - 18h37min
Nova tarifa do transporte público de Porto Alegre será enviada ao Comtu até segunda-feira Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS  

A proposta de mudança na tarifa do transporte coletivo de Porto Alegre será enviada ao Conselho Municipal de Transportes Urbanos (Comtu) até a próxima segunda-feira. O valor ainda está sendo calculado pelos técnicos da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e, segundo o diretor-presidente, Marcelo Soletti, detalhes sobre a composição do valor ainda estão sendo definidos. Por isso, os números que serão entregues aos conselheiros ainda não foram divulgados.

Após o aumento de 5,5% nos salários dos rodoviários, as empresas de ônibus solicitaram à prefeitura que a passagem de ônibus suba para R$ 4,26. Em uma estimativa inicial, a EPTC adiantou que a tarifa do transporte coletivo deve ficar em torno de R$ 4,05.

Leia mais:
Usuários da linha T12 já podem acompanhar itinerário pelo celular
Prefeitura de Porto Alegre avaliará cinco sistemas de GPS para ônibus

Neste ano, outros fatores também estão sendo levados em conta na definição do novo valor da tarifa de ônibus. A prefeitura avalia derrubar algumas gratuidades no transporte coletivo, principalmente ligadas aos descontos para idosos, estudantes e ao fim da segunda passagem gratuita. Nesse último caso, a mudança estudada seria feita por decreto, e a ideia é de que os passageiros paguem a metade do valor da segunda passagem.

As alterações fariam como que o preço da tarifa diminuísse na Capital. No entanto, os detalhes ainda não foram definidos pelo Executivo, já que alguns itens precisam passar por votação na Câmara de Vereadores.

Após receber o novo valor da passagem calculado pela EPTC, o Comtu tem até sete dias para avaliar e votar pela aprovação ou não da tarifa. Caso seja aprovado, o valor da passagem é encaminhado ao prefeito da Capital, Nelson Marchezan, para a publicação, por decreto, no Diário Oficial. Se não for aprovado, pode haver uma nova discussão.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) acompanha as discussões, auditando o cálculo da composição da tarifa durante o processo de reajuste.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.