Atendimento

Unidade de Saúde na zona sul de Porto Alegre estará fechada nesta segunda-feira

Violência motiva fechamento do posto da Vila dos Sargentos

Por: Rádio Gaúcha
25/06/2017 - 22h30min | Atualizada em 25/06/2017 - 22h30min

A unidade de Saúde da Vila dos Sargentos não abrirá as portas na segunda-feira (26). Segundo o secretário da Saúde de Porto Alegre, Erno Herzheim, o motivo é a violência na região, que põe em risco a integridade física dos funcionários do posto. 

Leia mais:
Delegada diz que indícios apontam para acidente em morte de menino que caiu de prédio em Porto Alegre

Em entrevista à Rádio Gaúcha, o secretário municipal afirma que a situação será reavaliada na segunda-feira para decidir se a unidade abre na terça-feira (27). De acordo com Herzheim, a estrutura da unidade e localização não são adequadas para continuar funcionando no momento. No entanto, não há verbas, segundo ele, para fazer reestruturações no local.

 Ele afirma que a violência na área havia diminuído, mas com a intensificação, fechar as portas da unidade é a solução.

— Nos últimos tempos tinha diminuído a violência, mas retomou o conflito entre grupos nessa região. Temos que buscar uma solução — diz o secretário, citando a instalação de câmeras e outras possíveis medidas de segurança.

Os moradores da vila foram orientados a procurar as unidades de Saúde dos bairros Ipanema e Guarujá. De acordo com o secretário, será feita uma avaliação com autoridades de segurança para definir a abertura do posto.
 
Nesse domingo, um corpo ainda não identificado foi encontrado esquartejado e decapitado na região. Não é descartada a relação desse crime com a execução de Emerson Kirschner Rodrigues, 32 anos,  morto a tiros de fuzil na madrugada deste domingo na região do Beco do Adelar, no bairro Aberta dos Morros. Traficantes deste bairro e da Serraria travam um conflito desde o ano passado.

Leia as últimas notícias 

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.