Mobilidade

Após prefeitura negociar dívidas, operação tapa-buraco é retomada em vias de Porto Alegre

Cronograma prevê melhorias no asfalto em mais de 40 trechos de ruas e avenidas da Capital nesta semana

02/07/2017 - 21h51min | Atualizada em 02/07/2017 - 21h51min
Após prefeitura negociar dívidas, operação tapa-buraco é retomada em vias de Porto Alegre Felipe Daroit/Rádio Gaúcha
Foto: Felipe Daroit / Rádio Gaúcha  

Ruas e avenidas de Porto Alegre voltarão a receber operações tapa-buraco a partir desta segunda-feira (3). As melhorias no asfalto estavam interrompidas pela situação financeira da prefeitura da Capital, com o acúmulo de R$ 730 mil em dívidas com empresas fornecedoras de areia e de manutenção das usinas de asfalto.

Na última semana, a prefeitura negociou com as empresas fornecedoras de matéria-prima para o recapeamento do asfalto. Foi paga a primeira de quatro parcelas de R$ 176 mil à fornecedora de areia e outros R$ 26,5 mil para a que faz a manutenção das usinas. Segundo o Executivo municipal, os dois contratos não eram quitados desde maio de 2016.

Veja também:
Avenida Protásio Alves, em Porto Alegre, registra três atropelamentos em uma hora
Buraco em rua do bairro Cavalhada preocupa moradores pelo risco de acidentes
Esgoto a céu aberto causa transtorno em frente a escola infantil na zona norte de Porto Alegre

Para a primeira semana de julho, estão previstas melhorias no asfalto e terraplanagem em 47 trechos de ruas e avenidas da Capital, segundo o cronograma divulgado neste domingo (2) pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana. Na lista, constam vias com bem movimentadas da cidade e que estão com uma grande quantidade de buracos, como as avenidas Sertório, Voluntários da Pátria, Juca Batista, Protásio Alves e Antônio de Carvalho.

O secretário da pasta, Elizandro Sabino, afirma que as usinas, localizadas nos bairros Sarandi e Restinga, voltaram agora a produzir diariamente 140 toneladas de asfalto por hora. Isso porque a falta de recursos financeiros fez com que a capacidade das usinas caísse para, no máximo, 70 toneladas por dia, o que também dificultou a manutenção das vias da Capital.

— Nós pedimos inclusive a compreensão da população no sentido de que obviamente isso também trará ao trânsito alguma situação de intervenção da EPTC ou até mesmo a necessidade de desvio para que nós possamos ter as ações efetivas — disse Sabino.

A lista completa das vias que terão operação tapa-buraco do dia 3 a 7 de julho pode ser conferida aqui.

Buraqueira sem fim

Sem os serviços de pavimentação em pleno vapor, motoristas têm sofrido com a quantidade de buracos espalhadas pelas vias de Porto Alegre. A situação se agravou ainda mais ao longo do mês de junho, com as chuvas que atingiram a Capital e danificaram ainda mais as ruas da cidade.

A reportagem da Rádio Gaúcha contou mais de 300 buracos em um trecho de 3 km da Avenida Protásio Alves. Outros 100 crateras foram localizadas em um espaço de 1 km da Avenida Bernardino Silveira Amorim.

Até então, as únicas obras de requalificação do asfalto em andamento em Porto Alegre eram os 38 trechos financiados com recursos de R$ 30 milhões da Corporação Andina de Fomento (CAF), que iniciaram em fevereiro deste ano. A partir de agora, a prefeitura promete divulgar semanalmente o cronograma das operações tapa-buraco para que a população possa fiscalizar os trabalhos.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.