Educação

Escola de Porto Alegre recebe 31 tablets para participar de projeto de leitura digital

Aparelhos foram doados por empresário ao colégio Governador Ildo Meneghetti, no bairro Rubem Berta

Por: Zero Hora
14/07/2017 - 16h48min | Atualizada em 14/07/2017 - 18h47min
Escola de Porto Alegre recebe 31 tablets para participar de projeto de leitura digital Joel Vargas/PMPA/Divulgação
Foto: Joel Vargas/PMPA / Divulgação  

Quando retornarem das férias de inverno, 642 alunos do 1º ao 5º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Governador Ildo Meneghetti, no bairro Rubem Berta, terão uma novidade: 31 tablets para participarem do projeto Elefante Letrado, uma plataforma de leitura digital para crianças do Ensino Fundamental. Os tablets foram entregues nesta sexta-feira (14) à diretora da escola de Porto Alegre, Angelita Porto e Silva — ela acredita que, por envolver tecnologia, o projeto pode acabar motivando os alunos de seis a 12 anos a lerem mais.

— Esse é um recurso em que as crianças têm mais facilidade hoje em dia. Elas já conhecem aparelhos eletrônicos desde bem pequenas e tem muita facilidade com isso. E, por sermos uma escola publica, muitos dos nossos alunos não têm acesso a esses recursos em casa. Então, também é uma forma de contemplar o uso de tecnologia na escola — afirma.

Leia mais:
Parklets poderão ser instalados em Porto Alegre a partir de 2 de agosto
Ranking dos aluguéis: saiba o valor médio nos bairros de Porto Alegre em maio

Segundo a diretora, na primeira parte do projeto, que vai de agosto a dezembro, cinco turmas, que contabilizam 108 alunos, usarão os tablets três vezes por semana somente na escola e terão prioridade no uso dos aparelhos, que foram doados pelo empresário Leonardo Fração. Alunos de outras classes também terão o recurso à disposição, mas no laboratório de informática. Os 642 alunos da Educação Infantil receberam login e senha para acesso aos mais de 500 livros digitais disponíveis na plataforma.

Conforme Angelita, a plataforma oferece recursos para avaliação dos alunos, além de oferecer um percurso de leitura que vai levando a criança a avançar a diferentes níveis a medida que vai realizando as atividades pedagógicas propostas.

De acordo com informações da assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Educação (Smed), "a adoção da plataforma online de leitura somente é possível porque a instituição dispõe de acesso à internet por wi-fi em toda a escola". 

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.