Em Porto Alegre

Ministério Público de Contas vai apurar atuação de diretor técnico da Procempa

Procurador-geral, Geraldo Da Camino, disse que procedimento será aberto para analisar situação de Michel Costa, sócio de empresa que testa sistema de GPS na Carris, da qual também é conselheiro

14/07/2017 - 18h09min | Atualizada em 14/07/2017 - 19h33min
Ministério Público de Contas vai apurar atuação de diretor técnico da Procempa Genaro Joner/Agencia RBS
Geraldo Da Camino diz que órgão deve analisar possível conflito de interesses Foto: Genaro Joner / Agencia RBS  

O procurador-geral do Ministério Público de Contas (MPC), Geraldo Da Camino, determinou a abertura de procedimento para analisar a atuação do diretor-técnico da Procempa e presidente do Conselho de Administração da Carris, Michel Costa.

Nesta sexta-feira, reportagem do Grupo de Investigação da RBS (GDI) informou que Costa selecionou uma empresa de tecnologia da qual é sócio, a Safeconecta, para fazer testes de monitoramento de ônibus da Carris via GPS. 

— O expediente vai verificar possível situação de conflito de interesses e eventuais violações legais — informou Da Camino.

CONTRAPONTO: o que dizem a prefeitura e Michel Costa sobre os testes

A etapa de experiência, prevista para acabar em agosto, antecede o lançamento do edital de licitação para contratação definitiva — um investimento entre R$ 9 milhões e R$ 12 milhões para toda a frota de ônibus da cidade. Até agora, somente a empresa de Costa, responsável pela gestão de novas tecnologias no município, está operando equipamentos nos carros da companhia pública de transporte.

Leia mais
Diretor da Procempa é sócio de empresa que realiza teste de GPS na Carris
Carris deve testar outras duas empresas de GPS por um mês
Prefeitura de Porto Alegre diz que vai avaliar cinco sistemas de GPS para ônibus

A Safeconecta, por estar em exame, poderá receber do município um "atestado de capacidade técnica", documento que certifica sua capacidade para operar o serviço tecnológico. Segundo Da Camino, ao final da apuração do MPC existem três hipóteses: arquivamento do caso, diligências para esclarecimento dos fatos ou, em caso de existirem elementos indicando irregularidades, o envio de representação ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) solicitando fiscalização e medidas cautelares. Outros órgãos de controle também podem ser acionados.

CONTRAPONTO

Zero Hora tenta desde a noite de quarta-feira (12) ouvir o diretor da Procempa. Desde o começo da tarde de quinta-feira (13) também procura ouvir a posição da prefeitura. A última promessa foi de que haveria uma manifestação até as 15h45min desta sexta-feira (14), mas isso não ocorreu até a publicação desta reportagem.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.