Manifestação

Motoristas protestam por reajuste da tarifa do Uber em Porto Alegre

Veículos fizeram carreata até a sede da empresa, na Rua Mostardeiro

24/07/2017 - 16h13min | Atualizada em 24/07/2017 - 19h11min
Motoristas protestam por reajuste da tarifa do Uber em Porto Alegre Marina Pagno/Agencia RBS
Foto: Marina Pagno / Agencia RBS  

Motoristas realizaram um protesto pedindo o reajuste da tarifa do Uber, na tarde desta segunda-feira (24), em Porto Alegre. A categoria se concentrou no Largo Zumbi dos Palmares, no bairro Cidade Baixa, e depois saiu em carreata por vias da Capital até a sede da empresa, na Rua Mostardeiro, onde o protesto foi encerrado por volta das 18h50min.

O grupo pede o reajuste devido ao aumento dos combustíveis, anunciado pelo governo federal na semana passada. Os motoristas também alegam que os casos de violência e assaltos aumentaram desde que a tarifa mínima baixou para R$ 5 e o aplicativo começou a aceitar dinheiro como pagamento. 

– É inviável a gente trabalhar. A gente não tem lucro, fica empatado agora com o aumento da gasolina – disse um motorista de 41 anos que não quis se identificar. 

Leia mais:
FOTOS: protesto de motoristas do Uber nas ruas da Capital
Após anúncio do governo, já há gasolina a R$ 4,17 em postos de Porto Alegre
Motorista do Uber tem mãos e pés amarrados e é baleado em assalto na Capital

Quando a carreata chegou ao escritório da empresa, o presidente da Associação dos Motoristas por Aplicativo em Porto Alegre, Reinaldo Ramos, chegou a dizer que eles ficariam no local até serem recebidos por alguém, porém, como os responsáveis pela Uber ficam em São Paulo, eles foram embora no início da noite. 

O trânsito ficou bloqueado na região da Rua Mostardeiro a partir da Goethe por cerca de duas horas e houve lentidão no local. A associação fez um ofício listando as reclamações dos motoristas para entregar para a empresa.


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.