Gestão municipal

Seis meses depois de assumir cargo, procuradora da Carris se demite

Prefeitura de Porto Alegre confirmou, nesta terça-feira, o pedido de demissão de Jacqueline Simões

18/07/2017 - 10h20min | Atualizada em 18/07/2017 - 10h21min

A Companhia Carris Porto-Alegrense registrou mais uma baixa em sua diretoria. A prefeitura de Porto Alegre confirmou nesta terça-feira (18) à Rádio Gaúcha o pedido de demissão de Jacqueline Simões do cargo de procuradora. Ela havia sido empossada pelo prefeito Nelson Marchezan Jr. em 31 de janeiro deste ano.

diretor-presidente da Carris, Luis Fernando Ferreira, foi a primeira baixa. Ele pediu demissão 20 dias após assumir o cargo.

À Rádio Gaúcha, a prefeitura afirmou que o pedido de demissão foi efetuado na última terça-feira (11). "A servidora manifestou motivos pessoais para a decisão", diz a nota encaminhada à reportagem.

A demissão ocorre em meio à polêmica sobre a escolha da empresa que poderá implementar sistemas de GPS nos ônibus da cidade. Reportagem de Zero Hora revelou que um diretor da Procempa é sócio de uma empresa que está realizando testes para o trabalho. Michel Costa, um dos proprietários da Safeconecta, também é presidente do Conselho de Administração da Carris.

Leia o esclarecimento enviado pela Carris

A direção da Carris confirma o pedido de demissão de Jacqueline Simões do cargo de procuradora, efetuado na última terça-feira, 11. A servidora manifestou motivos pessoais para a decisão. O pedido de exoneração está formalizado no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) da prefeitura, a contar de 11 de julho de 2017, e, após os trâmites administrativos, será publicado no Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa).

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.