Olha que legal!

Solidariedade multiplicada: após ter história publicada, comerciante recebe dezenas de ofertas de ajuda

Cláudia Araújo, de Porto Alegre, vai organizar uma nova rede para recolher doações de lacres e tampinhas plásticas. 

12/07/2017 - 07h00min | Atualizada em 12/07/2017 - 07h00min
Solidariedade multiplicada: após ter história publicada, comerciante recebe dezenas de ofertas de ajuda Mateus Bruxel/Agencia RBS
Cláudia mobilizou rede de doadores Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS  

Se depender da quantidade de voluntários que procuraram a comerciante Cláudia Araújo, 49 anos, do Bairro Campo Novo, Zona Sul de Porto Alegre, nos últimos dias, para ajudá-la a reforçar uma rede de solidariedade, o grupo Amor ao Próximo arrecadará as próximas cadeiras de rodas em poucos dias. 

O desafio, agora, é formar uma rede de pontos de coleta do material reciclável – lacres de alumínio e tampas plásticas – na Capital e na Região Metropolitana. Depois de ter a história publicada nos jornais Diário Gaúcho e Zero Hora, Cláudia recebeu ligações de moradores de diferentes cidades do Estado.

– Atendi famílias e grupos de escoteiros de Gravataí, Parobé, Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Sapucaia, Viamão, Sertão Santana e de muitos lugares de Porto Alegre. Meu maior problema é que não consigo buscar uma garrafa pet, busco só grandes quantidades porque não tenho condições de fazer todo o transporte. Por isso, se tivermos pontos de referência, as pessoas podem deixar lá e só buscarmos quando tivermos grande quantidade – sugere Cláudia.

Lacres transformam-se em cadeiras de rodas; tampinhas, em caixas de leite Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Lacres de latas de alumínio e tampas plásticas guardadas por ela em garrafas pet de dois e de cinco litros se transformam em cadeiras de rodas e caixas de leite, que são doadas a quem precisa. Até agora, Cláudia se esforçava para buscar as quantidades maiores e contava com a ajuda dos próprios doadores, que levavam até a casa dela. 

Com a rede se ampliando para outras cidades, a coleta deste material precisará de mais apoio. No grupo fechado do Facebook Amor ao Próximo, criado por ela há cinco anos, uma rede de pontos começou a se formar e ainda precisa de voluntários para receber o material. 

Há sete anos, ao ver a perplexidade da filha Melissa, então com 16 anos, no retorno da visita dela com a escola a uma entidade assistencial, Cláudia sentiu a necessidade de ajudar ao próximo. Começou oferecendo descontos a quem doasse 2kg de alimentos ao comprar na loja de roupas administrada por ela. 

Participe!  Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Toda a comida era repassada à instituição visitada anteriormente por Melissa. Em seguida, passou a contribuir com o brechó da mesma entidade. Nunca mais parou. Em 2015, Cláudia descobriu que poderia ir além: tornou-se parceira de uma iniciativa do Rotary Club de Porto Alegre Lindoia – Passo D'Areia, localizado na Zona Norte da Capital, que arrecada lacres de alumínio para trocá-los por cadeiras de rodas. 

Divulgando a ação social nas redes e com a ajuda de estudantes das escolas Cesi Zona Sul e Emef Chapéu do Sol e outros doadores, conseguiu arrecadar o suficiente para trocar por duas cadeiras, já doadas – uma foi entregue a um morador do Bairro Bom Jesus e a outra, a um agricultor de Caxias do Sul, na Serra. 

Para ajudar

- Contatos pelo WhatsApp (51) 99966-1283

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.