Tabuleiria?

Jovens redescobrem jogos de tabuleiro em clube da Cidade Baixa

Negócio foi idealizado por dois amigos apaixonados por board games

Por: Jéssica Rebeca Weber
28/08/2015 - 19h14min

Quem passa pela Rua Lopo Gonçalves e vê a fachada estreita, composta por pequenos azulejos brancos e algumas pichações incompreensíveis, pode não entender o que se passa no local — e provavelmente falar que é uma tabuleiria não vai ajudar a esclarecer.

A Lends Clus, negócio aberto por dois amigos no começo do ano na Cidade Baixa, já tem mais de 100 associados, fora quem paga ingresso no dia para usufruir das dezenas de board games, os jogos de tabuleiro modernos. Julio Matos, um dos idealizadores, diz que, embora sejam comercializados exemplares, o objetivo é que o público, composto em sua maioria por jovens, se reúna para jogar  — tem até quem leva os seus jogos de casa.

Grupo se reúne para jogar Board games Lends Club
Foto: Marcelo Oliveira/ Agência RBS

Saiba mais sobre a invasão dos board games

— O foco é que eles tenham a experiência de jogar — explica, destacando que diz que esse tipo de negócio é comum nos Estados Unidos e em países da Europa.

— Tu podes chegar sozinho que a gente monta uma mesa para jogar. A galera é super acolhedora — declara Willian Hossein, sócio do clube.

Leia mais notícias da seção Pelas Ruas

O que o frequentador Sérgio Martins da Silva Júnior, 22 anos, conhecia de jogos de tabuleiro era War e Banco Imobiliário.

— Quando cheguei aqui, vi que tinha jogos de tudo o que eu gosto — diz ele.

Artistas da Rua da Praia querem regulamentação sem burocracia

Estudante de jogos digitais, ele tem valorizado o lado social dos jogos de tabuleiro:

— A gente acaba perdendo nos dias atuais o negócio de falar cara a cara. Tem que vir, conversar, aprender como o outro mente — diverte-se.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.