Porto Alegre

Bairro Floresta ganha horta e composteira comunitárias

Quinze pessoas já se inscreveram para participar do Espaço Floresta, projeto que ainda tem cinco vagas abertas

Por: Jéssica Rebeca Weber
04/08/2016 - 04h01min | Atualizada em 04/08/2016 - 04h01min

O bairro Floresta ganhou um local onde os moradores podem plantar, colher e compostar resíduos orgânicos. Dentro da Unidade de Destino Certo do DMLU da Travessa Carmen (número 111), o Espaço Floresta dispõe de horta e composteira comunitárias. Quinze pessoas já se inscreveram para participar do projeto, e ainda restam cinco vagas — o contato pode ser feito pela página no Facebook.

Os cadastrados se comprometem a levar resíduos como cascas de frutas e verduras, borra de café, erva-mate e saquinhos de chá. O adubo produzido será utilizado na horta do local ou de outros espaços que os idealizadores ainda pretendem criar.

Leia também:
Depois dos trucks, food bikes despontam como tendência a céu aberto 
Com bicicletas em vez de cavalos, grupo pratica modalidade de polo diferente
Peixes mortos surgem novamente no Parque Moinhos de Vento

— O objetivo é ressignificar espaços urbanos, e talvez voltar a uma ancestralidade nossa, de cultivar os alimentos e preparar o que cultivamos. Muitas pessoas estão percebendo a importância de entender o ciclo do alimento e o que os resíduos orgânicos representam na natureza — diz Thiago Rocha, 25 anos, um dos organizadores da iniciativa, que incentiva a criação de ações semelhantes em outros bairros.

O local foi criado pelas empresas Re-Ciclo e Horteria e por integrantes da Zona de Inovação Sustentável (Zispoa), em parceria com o Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU). Os idealizadores pretendem realizar workshops e oficinas no espaço. 

Foto: Jéssica Rebeca Weber / Agência RBS

Leia mais notícias de ZH Pelas Ruas


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.