Saúde animal

Centro de Saúde Veterinária com capacidade para 280 cirurgias ao mês é inaugurado na Capital

Espaço tem capacidade para realizar 1,7 mil atendimentos mensais

Por: Bárbara Müller
17/08/2016 - 21h45min | Atualizada em 17/08/2016 - 21h53min

Mais de 20 profissionais — entre veterinários, professores pós-graduados e funcionários — e alunos a partir do sétimo semestre do UniRitter tratarão animais diariamente em uma área de aproximadamente 2 mil metros quadrados, no bairro Mario Quintana, em Porto Alegre. Inaugurado nesta quarta-feira, o Centro de Saúde Veterinária UniRitter oferece assistência a cães, gatos e espécies silvestres. Localizado na Avenida Manoel Elias, 1.480, próximo ao Campus Fapa, o ambiente também funcionará como um centro escola, destinado às atividades do curso de Medicina Veterinária da instituição, e pretende ser referência em atendimento clínico e cirúrgico para animais de pequeno porte.

— O objetivo principal é capacitar os nossos alunos para o exercício da profissão e desenvolver atividades de ensino, pesquisa e extensão. Nós esperamos trazer um grande benefício para a comunidade de Porto Alegre e entorno, realizando atendimento de ponta aos pequenos animais — explica a reitora do UniRitter, Laura Frantz.

Serão realizados diversos tipos de procedimentos veterinários, entre eles vacinas, consultas, cirurgias, raio-X, ecografia. Há ainda salas de quimioterapia, nutrição clínica, etologia clínica, reabilitação, fisioterapia e espaço para pet shop.

Veja também:
Obra do hospital veterinário público já ganha forma em Porto Alegre
Veja onde estão os cachorródromos de Porto Alegre 

O local tem capacidade para realizar 1,7 mil atendimentos e 280 cirurgias mensais e, inicialmente, funcionará 12 horas por dia. A previsão é de que, em março de 2017, o local se torne um hospital veterinário e passe a atender em período integral. Segundo a reitora, o custo do atendimento será baseado no de mercado. No entanto, ela informa que a instituição vai realizar diversos projetos de extensão para os animais de comunidades pobres.

Centro de Saúde Veterinária UniRitter será destinado às aulas práticas, atividades de pesquisa e atendimento à comunidade Foto: Bárbara Müller / Agência RBS

Ainda que tenha sido uma obra relativamente rápida — o local levou três meses para ficar pronto —, o prédio não está 100% concluído. De acordo com o gerente do espaço, Diego Norte, o segundo andar também tem previsão de entrega para março de 2017, e será uma área privativa. O acesso será restrito a funcionários e estudantes, com salas de aula, biblioteca e dormitórios.

O local tem duas entradas, uma principal e outra para animais que já foram diagnosticados com alguma infecção, sala de triagem, três consultórios, um setor de imagem, com sala de raio-x e ultrassom, área de tratamento e três salas cirúrgicas — mas somente uma está aberta: a segunda será entregue em 2017, e a terceira, em 2018.

O atendimento ao público será a partir de 22 de agosto, quando o primeiro animal atendido receberá uma placa de homenagem, com uma das patas gravada.