Artesanato

Arame permite customizar e criar peças 100% criativas

Peças como faqueiros copos, taças, galheteiros e sousplats produzidos por artista plástica fazem sucesso

08/07/2012 | 06h02
Arame permite customizar e criar peças 100% criativas Jaqueline Konrath,Divulgação/Jaqueline Konrath,Divulgação
Porta-ovos em formato de galinha é totalmente de arame Foto: Jaqueline Konrath,Divulgação / Jaqueline Konrath,Divulgação
A personalização dos objetos mais comuns de copa e cozinha são destaque no trabalho da publicitária e artista plástica Jaqueline Konrath. Com as primeiras criações, uma forma de “salvar” um móvel planejado que não atendia plenamente ao pedido, começou a aprender técnicas de trabalho com arame.

– Minhas primeiras experiências foram com arame galvanizado, que escurece e não é tão maleável. Só comecei a produzir de fato quando consegui comprar arame alumínio, de um distribuidor de São Paulo – explica Jaqueline.

Fazem maior sucesso os faqueiros customizados, normalmente com o arame aplicado sobre os talheres trazidos pelo cliente. Completam as peças criadas por Jaqueline os conjuntos de café, galheteiros, copos, taças e sousplats.

– As peças são amarradas com o arame e, em alguns casos, recebem cola específica para o metal – conta a artista.

Preste atenção no porta-ovos em formato de galinha, totalmente de arame. O trabalho, em formato de cesto, serve também para levar o pão à mesa ou como peça decorativa.

Além das criações para a cozinha e a mesa, também compõem as obras de Jaqueline bijuterias, troféus de empresas, esculturas de parede, luminárias e peças para casamentos.

Sucesso no casamento

Foto: Jaqueline Konrat, Divulgação

O volume de encomendas de noivinhos para bolos de casamento garantiram a Jaqueline a possibilidade de trabalhar apenas com as suas peças de arame, abandonando de vez a publicidade. Isso começou com uma encomenda surpreendente.

– Mantive por muito tempo as duas atividades em paralelo, mas queria poder me dedicar à criação artística. Com a entrada no negócio de casamentos, por acidente, consegui sustentar o negócio apenas com artesanato – destaca a artista, que considera suas peças mais próximas da criação artística e do design do que do trabalho artesanal.

Depois dos primeiros noivos, criou desde casais andando de bicicleta até tocando bateria. Tudo para corresponder às preferências do casal de protagonistas. A proposta pode ser complementada por cabides com o nome dos noivos e lembranças da festa.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.