Integrados pela cor

Projeto para living agrega estilos com base neutra em paleta cinza

Uso do tom na área social de apartamento de jovem casal em Porto Alegre provê contornos de atualidade ao ambiente

03/10/2012 | 06h03
Projeto para living agrega estilos com base neutra em paleta cinza Vanessa Bohn / Bohn fotografias/Divulgação
O sofá no tom rato compõe com as outras nuances acinzentadas do ambiente Foto: Vanessa Bohn / Bohn fotografias / Divulgação
Ambientar a área social de um casal com estilo díspar exige perspicácia e sutileza. Já nas primeiras reuniões de briefing, encontros entre clientes e profissional para definições estéticas iniciais, ficou claro que este seria o maior desafio do designer Johnny Thomsen no projeto de interiores da área social deste apartamento localizado em Petrópolis, na Capital.

– Ele é moderno e queria materiais atuais. Já ela faz o contraponto, com romantismo e um perfil mais clássico e tradicional – revela o profissional.

Com base nisso, a proposta sugerida pelo autor para o living estendido de 50 metros – após retirada de parede e integração de um dormitório – consolida-se na criação de uma base neutra em que os diversos tons de cinza valorizam as escolhas contemporâneas e clássicas mescladas no ambiente.

Em voga na decoração e na arquitetura, em usos que evoca o concreto aparente, o cinza cresce com propriedade e desbanca o branco, proporcionando ares cada vez mais contemporâneos.

Nesta residência de 100 metros quadrados ao todo, a cor entrou suave – quase como um off-white ou branco-sujo – no porcelanato do piso e nas cortinas romanas instaladas ao longo de todo o janelão lateral do living (acima).

Já o amplo sofá com assento extensível no tom rato compõe quase na mesma nuance com as portas em laca cinza do móvel de madeira carvalho da parede oposta (abaixo).

– A ideia era uma marcenaria neutra e inteira de parede a parede que integrasse a sala de estar com a de jantar. Na primeira, ele funciona como base para TV, com gavetões inferiores para guardar CDs e DVDs. E, no segundo, tem nichos com portas para guardar utensílios necessários para receber convidados nas refeições – explica o autor.

Versátil, o cinza na decoração de interiores não só aceita como pede pontos de luz em tons vibrantes. Foi o que fez Thomsen, que contrastou a base neutra com o quadro colorido de Monalisa estilizada e camuflada do artista plástico Nelson Wilbert.

Arremata a composição o tapete de proposta moderna que imita manchas e formas em diversos tons de cinza. Sobre a peça, duas mesas de centro, uma espelhada e outra de vidro, contribuem para ampliar o mood totally gray proposto.

As duas poltronas estilo retrô de madeira ao lado do sofá receberam tecido com estampa zigue-zague em cinza, creme, turquesa e branco.

No lavabo (acima), a decoração segue um estilo cênico. A caixa de acrílico revestida com lâminas de mármore branco e LEDs embutidos iluminam a bancada com cuba translúcida sobreposta (acima). Na parede, papel no tom chocolate com relevo em veludo completa o efeito proposto para o espaço

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.