Estética colorida

Cores surpreendem no Salão do Móvel de Milão

Móveis em tons contrastantes ou em degradê formam combinações estéticas inovadoras

14/05/2014 | 09h02
Cores surpreendem no Salão do Móvel de Milão Eleone Prestes/Eleone Prestes
Foto: Eleone Prestes / Eleone Prestes

Até os móveis de madeiras muito claras,com aquele ar blasé nórdico, renderam-se à invasão dos tons contrastantes nas áreas estofadas ou de plástico (polipropileno). No Salão Internacional do Móvel de Milão, a cor dos móveis veio reforçada pelas tonalidades dos ambientes.

No Salão Internacional do Móvel de Milão, a cor dos móveis veio reforçada pelas tonalidades dos ambientes
Foto: Eleone Prestes, divulgação

 

Claro está que, para usar cores marcantes, tem que ter bom gosto e ousadia.Se essas características estiverem acompanhadas de um conceito/tema/motivo para compor o ambiente, a solução ganha estilo e personalidades únicos e até – por que não dizer? – tornam-se surpreendentes, invejáveis e,por isso,copiáveis.

Essa era a sensação ao adentrar o espaço da holandesa Leolux,um show de cores em um cenário que lembrava um clima de filme,algo como o do Jardim Secreto. Isso talvez pelos tons profundos das paredes e pelas pinturas criadas para fechar a composição total dos ambientes.

Linha da Kartell confirma o tom de cobre como a novidade entre os metálicos
Foto: Eleone Prestes, divulgação

 

Liberdade projetada

Cores, estampas (esse é um assunto amplo,para outro dia), formas orgânicas, madeira natural exposta, metais em novos tons de acabamentos,texturas e vazados resumem as combinações em alta. E tudo assinado,criado por mentes brilhantes, de tapetes a papéis de parede. E tudo o que vem da natureza continua sendo a grande fonte de inspiração de cores e formas.

Voltando às cores,são admitidas desde as composições em degradê com ar artesanal da época do amor livre até os atuais tons profundos e sólidos de azul e bordô para quem pretende fazer um ambiente introspectivo,apesar de colorido. A partir deste momento de tendências em aberto, acredito que os profissionais terão que se aprofundar no estudo das cores e suas combinações.

Azul Klein sob medida para contracenar com a madeira clara nas peças de Naoto Fukasawa
Foto: Eleone Prestes, divulgação

A fácil base neutra bege/camurça/fendi e cores pontuais nos acessórios pode não encantar mais os clientes,informados de tantas possibilidades. As cores são plurais: azuis,laranjas, vermelhos,bordôs,amarelos,roxos, cinzas, nudes, pretos e brancos. Da mesma maneira,a mistura de materiais e linhas retas e curvas em um mesmo ambiente desafiam os librianos a escolherem um caminho preferido.

Para quem não viu novidade em produtos no salone, quero dizer que havia e sempre haverá.Sem falar na graça de observar as evoluções e os detalhes das coleções preexistentes. É sustentável incorporar novidades sem detonar a linha anterior.As melhores grifes transformam as suas peças em clássicos.

Desde a sala até o quarto

Depois das cabeceiras de camas trabalhadas, a criatividade espraiou-se por meio de painéis enormes e agora redescobriu as paredes.E não basta usar cores além do branco e do bege e suas variações,há que se fazer isso com um toque de personalização.

Com paletas de tons secos que convidam à introspecção,os quartos acompanham o ritmo das áreas sociais com propostas criativas que encaram tudo como parte da mesma proposta. As superfícies atrás da cama pedem texturas que podem vir na forma de molduras em toda a área para dar acabamento.

Para os ambientes de convívio,como as varandas e as salas,os brancos nos tecidos e as madeiras muito claras nas estruturas dos móveis são combinados a materiais coloridos em composições que remetem ao cuidado quase artesanal. O resultado é desde uma peça bicolor,em mais de um material, até outras com formas igualmente orgânicas e superfícies com aspecto inspirado em tramas étnicas e retrôs.

Para quem prefere mobiliário suave e monocromático,a boa notícia é que também há peças com essas características nas coleções 2014. O requinte fica a cargo das linhas,ora orgânicas,ora retas.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.