Interiores

Painel de madeira e parede de lousa: veja as soluções para este apartamento de recém-casados

Uso de louro-freijó e teca veste as divisórias do imóvel, em proposta jovem de iluminação em trilhos e peças de design

07/09/2016 - 00h05min | Atualizada em 07/09/2016 - 00h05min

A madeira é o fio condutor do projeto deste apartamento no bairro Boa Vista. A partir do tom do louro-freijó, somado aos estratégicos painéis de teca, a engenheira civil e decoradora Rosane Hinnah Dulinski e as arquitetas Debora Marquardt e Aline Hessel projetaram o primeiro endereço de uma jovem dupla de recém-casados.

Para ampliar a área do segundo andar de 71 metros quadrados, onde está concentrado o espírito social do imóvel, uma parte do terraço foi fechada com vidro laminado, e a lareira, que originalmente ficava em um canto do ambiente, foi transferida para um ponto central de destaque.

Foto: Carlos Edler / Divulgação
Foto: Carlos Edler / Divulgação

– A lareira é um volume de alvenaria "solto", e as laterais de vidro integram o verde do paisagismo de Claudia Litvin. Não geramos nenhuma interferência na fachada do prédio, pois o volume é recuado do parapeito – explica Rosane.

Foto: Carlos Edler / Divulgação
Foto: Carlos Edler / Divulgação

Com este ganho de área, a distribuição do espaço ficou mais eficiente. Ainda pensando em menos obra suja e pesada, a iluminação tem efeito despojado de trilhos e luminária com fios soltos – revelando também o perfil dos moradores, que não queriam o visual clássico de lustres de cristais.

Para todo o apartamento, os materiais criam unidade: madeira, pintura com tinta de lousa e pontos a serem anulados:

– Algumas paredes mantivemos brancas para que portas e esquadrias ficassem invisíveis no conjunto.

Foto: Carlos Edler / Divulgação
Foto: Carlos Edler / Divulgação

Nos tampos e alguns móveis,o preto foi eleito, como nas cadeiras de Charles Eames do jantar. Ponto de cor para a cadeira Masters, de Philippe Starck, e o azul das poltronas Daff, de Jader Almeida, e do banco Sela, de Flávia Pagotti Silva.

FUTURO ESPAÇO DE LIVROS E ARTES

No primeiro andar do apartamento, com 93 metros quadrados, a sala foi reservada apenas para uso dos moradores. Com a mesma proposta de eleger materiais-chaves do ambiente social do pavimento da cobertura, a madeira foi trabalhada com esmero também para criar soluções para vigas e alinhamentos.

– Tinha uma série de dentes estruturais nas paredes que criavam volumes, hoje nivelados com os painéis de madeira teca – afirma Rosane.

Foto: Carlos Edler / Divulgação
Foto: Carlos Edler / Divulgação
Foto: Carlos Edler / Divulgação

Para a área do sofá, apenas duas poltronas, como a Elvira de balanço, assinada por Jader Almeida, e o pufe Sushi, do Studio Punto Móbile, interferem nos traços retos da marcenaria, concebida para ganhar livros e quadros ao longo dos anos, sobre a bancada iluminada com lâmpadas de LED.

Foto: Carlos Edler / Divulgação
Foto: Carlos Edler / Divulgação

Para preservar o acesso à área íntima e ao lavabo, uma parede com ripas setoriza a área com suavidade e sem perder a luz natural.

Foto: Carlos Edler / Divulgação

ÁREA ÍNTIMA EM SINTONIA COM O PROJETO

A suíte do casal representa a proposta geral do apartamento. No projeto da engenheira civil e decoradora Rosane Hinnah Dulisnki e das arquitetas Debora Marquardt e Aline Hessel, a madeira, a pintura de lousa e os móveis pretos com melamina brilhosa estão presentes em todos os cômodos.

Foto: Carlos Edler / Divulgação
Foto: Carlos Edler / Divulgação

– O conjunto ganha personalidade quando estendemos o estilo adotado nos ambientes sociais para os íntimos – conta Rosane.

Também foi seguida a proposta de pouca obra estrutural: apenas a porta do banheiro, que ficava centralizada em frente à cama, foi deslocada para a lateral próxima à porta de entrada e, assim, o painel da TV foi centralizado. Embaixo do aparelho, também em preto com melamina brilhosa, uma grande sapateira sob medida foi projetada.

Foto: Carlos Edler / Divulgação

Assim como na área social, toques de design foram pensados para soluções de efeito, como a luminária Átomo, inspirada nos modelos Sputnik, que fizeram sucesso na década de 1960.

Foto: Carlos Edler / Divulgação

                                 


 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.