Interiores

Tons claros e amadeirados deixam apê com decoração delicada

Com apenas 68 metros quadrados, o imóvel tem revestimentos práticos e proposta de suave sobreposição de cores

11/01/2017 - 00h05min | Atualizada em 11/01/2017 - 00h05min

A condicionante inicial para a predominância de cores claras neste apartamento era, como não poderia deixar de ser, o gosto pessoal da jovem moradora do imóvel.
– Foi ótimo! Um grande aliado para o sucesso do trabalho, em função da pouca metragem quadrada – afirma a arquiteta Aline Dal Pizzol, que assina o projeto.

Antes e depois de reforma de materiais em apartamento
Sala branca com personalidade: veja um projeto no qual texturas e volumes acabam com a monotonia

Ao integrar living e cozinha, foi possível trabalhar os amadeirados claros no piso (na verdade um material vinílico que imita a aparência da madeira) e em parte da marcenaria sob medida. Outros pontos ganharam melamina na cor fendi e tecidos de linho com esta mesma base da paleta cromática da proposta.

Foto: Marcelo Donadussi / Divulgação


Algumas soluções valorizam os planos visuais, como aponta a profissional. A principal delas foi a incorporação de toda a parede divisória entre a cozinha e o estar em um móvel único, que se estende do balcão com as duas banquetas Sela, assinadas por Flávia Pagotti Silva, até o final do painel do home theater.

Na parede oposta, um espelho bronze mantém o aconchego e ajuda na amplitude. Por se tratar de um material emborrachado, o mesmo piso pôde ser usado na cozinha e na área de serviço – com interligação parcial por meio da nova porta com ripados. Nestes espaços, uma das poucas exceções de cor fica por conta de um delicado tom rosado no grafismo dos azulejos das paredes.

Foto: Marcelo Donadussi / Divulgação

Texturas e amplitude
No living, os tecidos de linho ajudam a criar estímulos visuais em pontos como o sofá, o tapete e as cortinas. A união entre estar e cozinha é assumida com a criação de um móvel que se estende por toda a parede, ora em melamina fendi, ora em amadeirada – foi usado o padrão Elmo Suíço

Foto: Marcelo Donadussi / Divulgação

Nova divisória
O efeito ripado permite uma integração parcial entre cozinha e área de serviço. Nos tampos de ambos os espaços, a escolha foi pelo ecoquartzo branco. Detalhe na parede para o azulejo da marca Lurca

Foto: Marcelo Donadussi / Divulgação

Leveza e conforto
Na suíte, um dos destaques é a mesa de vidro com 19mm de espessura. Em frente à cabeceira, com a mesma melamina da área social, dois modelos de criados-mudos foram escolhidos – sobre um deles, pendem luminárias em tom bronze, o metalizado que proporciona menos contraste aos beges. 

COMBINE VOCÊ MESMO

>Segundo Aline Dal Pizzol, a diferença de tonalidade dentro da mesma cor é o que garante o efeito de "movimento" de um projeto. Algumas cores precisam, porém, de reforços para evitar que os ambientes fiquem visualmente frios.

> Um exemplo é o cinza. Invista na cor em piso, parede e tecidos, mas mescle com alguns toques naturais de madeira, cortiça e sisal, por exemplo.

> Para quem gosta da tranquilidade que os beges transmitem, uma ideia é misturar a paleta de fendi com texturas, como a dos tijolos aparentes.

> Uma dica para quem quer usar o verde: escolha um móvel de destaque, como o sofá, e depois brinque com as cores de plantas naturais em vasos ou pendentes.> O azul fica lindo quando usado em ton sur ton, e para pequenas quebras visuais uma das melhores combinações é com o branco. Em casas de praia, a palha é uma ótima opção.

VEJA MAIS FOTOS DO PROJETO:


Foto: Marcelo Donadussi / Divulgação
Foto: Marcelo Donadussi / Divulgação
Foto: Marcelo Donadussi / Divulgação
Foto: Marcelo Donadussi / Divulgação
Foto: Marcelo Donadussi / Divulgação
Foto: Marcelo Donadussi / Divulgação


 






 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.