De cara nova

Reforma transforma área social de casa construída em 1951

Integração e novos pontos de luz garantiram mais convivência e incidência solar aos ambientes

16/05/2017 - 11h00min | Atualizada em 16/05/2017 - 11h00min
Reforma transforma área social de casa construída em 1951 Carlos Edler/Divulgação
Foto: Carlos Edler / Divulgação  

Mudar de casa sem sair do endereço que tanto gostava foi um desejo possível para a moradora deste imóvel no bairro Bom Fim. O que não significa que tenha sido uma transformação fácil.

Ao longo de um ano, entre projeto e execução, a residência passou por uma reforma intensa, projetada pelas arquitetas Tania Bertolucci de Souza e Carolina Schrage Nuernberg com colaboração de Caroline Cancaro. A configuração era característica da década de 1950: bem compartimentada. A cozinha e a copa, antes em posições invertidas das atuais, também não valorizavam seus respectivos usos.

– Foi um trabalho intenso, pois a integração criou a necessidade de novas vigas estruturais, e os problemas com umidade eram muitos, pois a casa não tinha uma ventilação boa, e a iluminação natural era escassa – explica Tania.

Além da união dos ambientes, que gerou mais amplitude, outras soluções proporcionaram maior qualidade de incidência de luz, como uma zenital no teto da cozinha.

– É muito bonito como uma ventilação adequada e uma luz mais intensa melhoram a qualidade de vida. É quando a arquitetura cumpre o seu papel – anima-se Tania.

Neutra, a composição de materiais alterna-se entre os tons claros de beges e off-white. Porcelanato polido no piso, granito Branco Marfim e revestimento com efeito de filetes em uma das paredes exibem os matizes predominantes.

O impacto visual ficou a cargo da nova escada. O modelo, escolhido entre um preexistente de madeira ipê champanhe, foi executado pela empresa Flach a partir de algumas características do vão.

Foto: Carlos Edler / Divulgação

Troca de posições
A cozinha está disposta no local da antiga copa – e vice-versa. Para o mobiliário, a escolha foi por melamina amadeirada e branca. Na parede, um azulejo com placas de 20cm x 20cm remete ao visual das pastilhas, porém adiciona praticidade ao ter menos rejunte.

Foto: Carlos Edler / Divulgação

Boas-vindas com arte
O novo hall é uma prévia das modificações: piso de porcelanato acetinado (o mesmo escolhido para a cozinha por não ser escorregadio) e uma estante vazada com esculturas de Breno Nora, Paulo Caldas e Sônia Seibel.

Foto: Carlos Edler / Divulgação

Nova vizinhança
O recanto de estar, com móveis claros e design clean, agora é integrado com o jantar. A área da mesa está delimitada visualmente pela parede revestida com placas de 15cm x 90cm, da linha Portinari Atenas HD.

Veja mais fotos:

Foto: Carlos Edler / Divulgação


Foto: Carlos Edler / Divulgação


Foto: Carlos Edler / Divulgação


Foto: Carlos Edler / Divulgação
 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.