Dinheiro extra

MEC é autorizado a pegar empréstimo de R$ 800 milhões para financiar reforma do Ensino Médio

Objetivo do dinheiro que será repassado pelo Bird é viabilizar a implementação das mudanças no estados

Por: Agência Brasil
18/07/2017 - 14h31min | Atualizada em 18/07/2017 - 15h36min
MEC é autorizado a pegar empréstimo de R$ 800 milhões para financiar reforma do Ensino Médio Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS  

O Ministério da Educação (MEC) poderá pedir um empréstimo de US$ 250 milhões, o equivalente a quase R$ 800 milhões, ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) para implementação da reforma do Ensino Médio nos estados. O empréstimo foi autorizado pelo Ministério do Planejamento.

Entre as principais ações previstas estão a formação de educadores para adaptação dos currículos e o repasse de recursos para reprodução de material de apoio. Também está previsto o auxílio às secretarias estaduais para a transferência de recursos às escolas para implementação do tempo integral.

Leia mais:
Conheça a Escola do Sesi, que libera eletrônicos e combina disciplinas nas aulas 
93% dos alunos de 1º ano do Ensino Médio de escolas públicas estão abaixo do nível adequado em matemática 

Além disso, os recursos servirão para capacitação de gestores e técnicos para o planejamento das mudanças. A assistência técnica apoiada pelo banco deverá oferecer serviços de consultoria especializados para apoiar o MEC e as secretarias estaduais.

O projeto de reforma no Ensino Médio foi apresentado em março deste ano pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, a representantes do Banco Mundial, em Washington. O valor total estimado pelo MEC para as ações a serem realizadas é de US$ 1,577 bilhão.

O repasse total está condicionado ao alcance de resultados, que serão acordados entre o MEC e o banco. O ministério não detalhou quais indicadores serão utilizados.

O novo Ensino Médio é uma mudança do sistema atual de ensino. Com a flexibilização da grade curricular, a ideia do no novo modelo é permitir que o estudante escolha uma área de conhecimento para aprofundar seus estudos.

*AGÊNCIA BRASIL

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.