Artigo

Cai a Avaliação de Desempenho! Será?

Coach executiva, especialista em Gestão de Pessoas, mestre em Psicologia, diretora da Missel Capacitação Empresarial, autoria do livro Feedback Corporativo e palestrante, Simoni Missel escreve no segundo sábado do mês no Teu Emprego ZH. Fale com ela pelo e-mail simoni@missel.com.br

15/02/2017 - 09h00min | Atualizada em 15/02/2017 - 09h00min

Quem nunca ouviu falar das tradicionais avaliações de desempenho realizadas pelos gestores e, popularizada nas organizações nos anos 1960? Uma ferramenta de gestão de pessoas que visa analisar individualmente cada funcionário da empresa com o objetivo de melhorar sua performance e reter os talentos. Em meio a tantas transformações organizacionais e novas gerações, com diferentes necessidades, ingressando no mercado de trabalho, muitas empresas estão aperfeiçoando o modelo tradicional de aplicação da ferramenta.

Atualmente, o modelo tradicional já evoluiu para Avaliação de Desempenho por Competências, que é a análise, frequentemente anual, do gestor sobre o desempenho de cada um de seus funcionários. Ele avalia as tarefas que cada profissional de sua equipe executa, as atitudes que são esperadas e os resultados que deve alcançar, além do seu potencial de desenvolvimento. Para chegar a esses resultados, faz uma relação entre o desempenho do profissional e as competências ideais para que cumpra suas funções, e por isso é chamada de Avaliação de Desempenho por Competências.

No que se refere à gestão de pessoas, entende-se por "Competência" o conjunto de conhecimentos, habilidades, atitudes e o interesse demonstrado pelo profissional para realizar suas atividades, fatores indispensáveis para que o profissional exerça suas responsabilidades com excelência. É aplicada nas organizações para apoiar os processos de promoção interna, qualificação e retenção de talentos, planos de remuneração, programas de qualidade.

Talvez você esteja se perguntando, por que é necessário que as pessoas sejam avaliadas sistematicamente em suas atividades? Porque, assim como seus filhos na escola, se não precisarem estudar para suas provas, eles dificilmente estudarão com afinco. Avaliações sistemáticas são necessárias para maximizar a motivação e consequente produtividade, uma vez que as pessoas precisam saber que seus esforços estão sendo percebidos, como forma de reconhecimento ao seu trabalho.

Com o ingresso das novas gerações no mercado de trabalho, e a necessidade de velocidade e inovações, a cada dia maior, cerca de 10% das 244 grandes empresas globais abandonaram o ranking anual dos funcionários, de acordo com o Instituto de Produtividade Corporativa, nos Estados Unidos.

O que mudou? Inicialmente, grandes empresas como Accenture, Delloit e General Eletric estão reconhecendo a importância de que as avaliações aconteçam em tempo real e com mais qualidade (com preparação prévia do que falar, quando falar e como falar) para ganhar agilidade e melhores resultados. Não dá mais para esperar um ano para dizer o que precisa mudar ou desenvolver. O foco é fazer melhor o mais rápido possível. As avaliações anuais ou semestrais não são mais suficientes. Pierre Nanterme, presidente da Accenture, declara para seus funcionários: "Uma vez por ano compartilho com vocês o que penso a respeito de todos. Isto não faz mais sentido. Ninguém mais vai esperar um ciclo anual para saber esta resposta".

Acompanhando os resultados das empresas e das pessoas há 35 anos, não concordo quando ouço que as Avaliações de Desempenho por competências devem ser derrubadas. Minha experiência tem evidenciado que a solução para este momento de transformações e demanda por qualidade e produtividade é que no futuro as empresas continuem os processos de Avaliações de Desempenho por Competências anuais, e pratiquem também, uma técnica que se tornou uma exigência dos jovens profissionais: reuniões de Feedback Corporativos formais e regulares. Assim se alcançará maior agilidade na qualificação dos profissionais com elevado índice de motivação para o trabalho.

 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.