Física para todos

Carlo Rovelli abre em Porto Alegre o Fronteiras do Pensamento 2017

Palestra será no Salão de Atos da UFRGS. Ciclo de conferências terá, na sequência, nomes como Amos Oz, Thomas Pikkety e Gilles Lipovetsky

14/05/2017 - 22h43min | Atualizada em 14/05/2017 - 22h44min
Carlo Rovelli abre em Porto Alegre o Fronteiras do Pensamento 2017 Pablo Carrera Oser/Anfibia,Divulgação
Foto: Pablo Carrera Oser / Anfibia,Divulgação  

Com o tema Civilização – A Sociedade e seus Valores, tem início nesta segunda-feira a edição 2017 do ciclo de conferências Fronteiras do Pensamento. Até dezembro, serão oito palestras com nove convidados brasileiros e estrangeiros.

O palestrante da abertura é o físico italiano Carlo Rovelli, que falará, a partir das 19h45min, no Salão de Atos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Ainda restam alguns ingressos à venda (leia mais abaixo).

Natural de Verona, o físico e cosmologista Rovelli é professor na Universidade de Pittsburgh, nos EUA, e autor do best-seller Sete Breves Lições de Física, livro que resume, em linguagem acessível para o público leigo, algumas das grandes questões que a física contemporânea enfrenta ao abordar a estrutura e o funcionamento do universo.

Seu título mais recente lançado no Brasil é A Realidade Não É o que Parece.

Entrevista: "A escola deveria aceitar a diversidade dos jovens", diz Rovelli
Leia mais sobre o Fronteiras do Pensamento 2017

Na palestra do Fronteiras, Rovelli vai falar sobre sua paixão pela física, disciplina que, segundo ele, "abre uma janela e olha para longe, trazendo a sensação de ar puro entrando em casa", e também de sua tentativa de esclarecer as incertezas sobre a teoria da relatividade e a teoria quântica.

Em entrevista a Zero Hora publicada no último mês de março, o italiano falou sobre o ensino de física nas escolas e o perfil dos estudantes da atualidade.

– Há professores maravilhosos na escola que veem a beleza e percebem o fascínio da ciência, e os comunicam facilmente às mentes jovens. Mas não há tantos deles assim, infelizmente, e muitas vezes falta aos demais professores entusiasmo e paixão. E, por isso, as crianças perdem a melhor parte do estudo da física – disse o cientista. – A escola deveria respeitar os jovens, aceitar sua diversidade, suas preferências, seus sonhos. A escola não foi feita para "moldar" as crianças, mas para abrir o mundo para elas. Hoje os jovens têm muito mais informações, mais ideias, mais diversidade. A escola precisa aprender a se somar a isso, aprender a ajudar as mentes jovens a distinguir entre tudo isso o que é bom e o que é ruim, o que é inteligente e o que é estúpido – acrescentou.

O Fronteiras do Pensamento Porto Alegre é apresentado por Braskem, com patrocínio Unimed Porto Alegre e Hospital Moinhos de Vento, parceria cultural PUCRS e Instituto CPFL, e empresas parceiras CMPC Celulose Riograndense, Souto Correa, Sulgás e Thyssenkrupp. Parceria institucional Unicred e apoio institucional Embaixada da França. Universidade parceira UFRGS e promoção Grupo RBS.

Serviço
Serão realizadas oito conferências de maio a dezembro. Com exceção da palestra de Thomas Piketty, que será no Auditório Araújo Vianna (Avenida Osvaldo Aranha, 685, Parque Farroupilha), todas as demais serão no Salão de Atos da UFRGS (Paulo Gama, 110).
Restam poucos ingressos à venda. O pacote para todas as conferências da temporada custa R$ 1.680 (parcelado em cinco vezes sem juros nos cartões). Os bilhetes não são vendidos separadamente.
Há descontos para inscritos no Fronteiras em edições anteriores, médicos cooperados Unimed Porto Alegre, professores da PUCRS e da UFRGS, Clube do Assinante e beneficiários de meia-entrada (conforme a legislação).
Informações e vendas no site fronteiras.com e na Central de Relacionamento Fronteiras (telefone 4020-2050). Além do site, você também pode comprar os ingressos na bilheteria do Salão de Atos da UFRGS (apenas a partir das 14h desta segunda-feira).

Os conferencistas

Nesta segunda-feira (15 de maio): Carlo Rovelli
Um dos pioneiros na pesquisa sobre gravidade quântica, Rovelli é professor na Universidade Aix-Marseille, em Marselha (França). Tornou-se conhecido ao publicar Sete Breves Lições de Física, best-seller que explica o universo com abordagem acessível e que foi traduzido para 40 idiomas. É um dos criadores da Teoria da Gravidade Quântica em Loop, teoria de espaço-tempo que propõe reconciliar as incompatibilidades teóricas da Mecânica Quântica e da Relatividade Geral.

5 de junho: Eduardo Giannetti e Gilles Lipovetsky
Filósofo francês, Lipovetsky é um teórico da hipermodernidade e da pós-modernidade. São dele os best-sellers O Império do Efêmero, A Era do Vazio e O Crepúsculo do Dever. Subirá ao palco do Fronteiras acompanhado de Eduardo Gianetti, intelectual que une, em seu trabalho, facetas aparentemente antagônicas: a do economista liberal atento à realidade e a do cientista social defensor das particularidades brasileiras. Gianetti é autor de 11 livros, entre os quais Autoengano, Felicidade, O Valor do Amanhã e A Ilusão da Alma.

28 de junho: Amós Oz
O escritor e ativista político israelense assina extensa obra literária formada por romances, ensaios e críticas, que foi publicada em 40 países. Fundador e principal representante do Movimento Paz Agora, Oz viveu durante décadas em um kibutz – assentamento agrícola judaico. Participou das forças de defesa de Israel nos conflitos com a Síria, entre outras ações militares. Projetou-se no Ocidente com o livro Meu Michel. Também é autor, entre outros, de De Amor e Trevas, narrativa autobiográfica que virou filme dirigido por Natalie Portman.

21 de agosto: Leonardo Padura
Escritor cubano, também jornalista e autor de roteiros para o cinema que fez fama com a série de romances policiais Estações Havana, Padura defende que esse gênero permite abordar os maiores problemas da sociedade, como corrupção, repressão, erosão ideológica e pobreza. Em 2011, publicou O Homem que Amava os Cachorros, best-seller considerado a sua obra-prima que narra o assassinato do russo Leon Trotski, além de fazer críticas ao regime cubano.

28 de setembro: Thomas Piketty
O economista francês, talvez o grande astro do Fronteiras do Pensamento 2017, é reconhecido por suas pesquisas sobre economia da desigualdade e redistribuição da renda. Tornou-se celebridade mundial após lançar o best-seller O Capital no Século XXI, que parte de uma fórmula simples para constatar que não há como escapar do aumento da desigualdade, visto que a renda sobre o capital avança em ritmo mais acelerado do que o crescimento econômico.

23 de outubro: Niall Ferguson
Renomado historiador escocês que já foi considerado, pela revista Time, uma das cem pessoas mais influentes do mundo. É especialista em economia, mercado financeiro e história econômica, tendo atuado como professor e apresentador e roteirista de documentários da BBC. Tem 14 livros, incluindo Império, A Ascensão do Dinheiro e A Grande Degeneração.

6 de novembro: Alain Finkielkraut
Este filósofo francês fez fama como polemista desde que lançou, em 1997, juntamente com Pascal Bruckner, Le Nouveau Désordre Amoureux, livro que critica o mito da revolução sexual pós-1968. Apresenta o programa Répliques, na rádio France Culture, que traz reflexões sobre temas atuais. É classificado por muitos como neorreacionário, devido, em grande parte, a seu ceticismo quanto ao progresso e aos direitos humanos. Para ele, o multiculturalismo e o relativismo sinalizam a deterioração do Ocidente.

4 de dezembro: Martha C. Nussbaum
Graduada em Teatro e Clássicos na Universidade de Nova York, a filósofa foi a primeira mulher a conquistar a distinção de Junior Fellowship da Universidade de Harvard, onde cursou o pós-doutorado. Seu trabalho é reconhecido por reunir estudos dos clássicos, da antropologia, da psicanálise e da sociologia, na busca por "eudaimonia", palavra originada do grego que representa uma vida plena e próspera. Possui três livros editados no Brasil: A Fragilidade da Bondade, Sem Fins Lucrativos e Fronteiras da Justiça.


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.