Patamar superior

Projeto em cobertura cria dois níveis distintos para potencializar ambientes

Espaços comportam proposta de lazer e funcionalidade em apartamento em Porto Alegre

24/10/2012 | 06h01
Projeto em cobertura cria dois níveis distintos para potencializar ambientes Omar Freitas/Agencia RBS
Com 7,45 metros quadrados e 1m de profundidade, a piscina (acima) da cobertura tem borda infinita, arrematada pelo fechamento de vidro original do prédio Foto: Omar Freitas / Agencia RBS
A ambientação desta cobertura, em formato de L e com 50 metros quadrados, coroa um apartamento com área total de 260 metros quadrados, dentro da proposta de lazer e de funcionalidade desejada pela moradora. O projeto paisagístico privilegia a vista do Guaíba do 18º andar do prédio no bairro Moinhos de Vento, na Capital.

Como solução, a arquiteta paisagista Evelise Vontobel, do escritório Tellini Vontobel Arquitetura de Exterior, dividiu visualmente a área em dois ambientes alocados em diferentes níveis.

– A solução dos patamares cria espaços definidos e de usos específicos. Além disso, é possível dar visibilidade e integração a todo o espaço – explica Evelise.


Fotos: Omar Freitas

O primeiro ambiente, sob um pergolado com 16 metros quadrados de área na extensão do espaço fechado, conta com um toldo para proteção extra. Esse refúgio desfruta de estrutura metálica e cobertura de ripado de madeira e vidro a 3,90m do piso. Ali está a área de refeições, com a churrasqueira móvel, em substituição à original, de alvenaria, disposta ao lado da pia de apoio e da mesa de madeira com oito cadeiras.

Ao ar livre, no segundo ambiente – disposto em um deque com nível de 75cm acima do pavimento convencional – se sobressai a piscina com mobiliário estofado próprio para área externa no entorno. Com 7,45 metros quadrados e 1m de profundidade, o equipamento tem borda infinita, arrematada pelo fechamento de vidro original do prédio. Revestida inteiramente com pastilhas de vidro na cor verde, a piscina segue proposta diferenciada.

– Queríamos fugir da ideia das piscinas azuis e optamos por um projeto mais conceitual que rompesse essa fórmula – revela a arquiteta paisagista.

Detalhes do exterior

A madeira pínus tratada, mantida na cor natural no deque da piscina e na mesa – executada pela Lucianne Design, desenvolvida pelo escritório Tellini Vontobel Arquitetura de Exterior – e o tampo em travertino romano bruto da pia conferem ar moderno e clean ao espaço, sem abdicar de personalidade.

Plantadas em vasos, as frutíferas – como oliveira, jabuticabeira, limão siciliano, cerejeira e araçá – permitem desfrutar do sabor da terra a qualquer hora. Além disso, o herbário, com temperos como manjerona, louro, manjericão e alecrim torna ainda mais prazerosa a lida gastronômica, um dos hobbies da moradora.

O ventilador de piso ou de mesa Wind, de 1997, criado pelo designer londrino Jasper Startup, com acabamento em fibra trançada, arremata o estilo elegante da área externa e ainda é a solução para os dias escaldantes.

Chaises estofadas e pufes da coleção Float, do designer italiano Francesco Rota, têm revestimento impermeável 100% acrílico no tom fendi. Sua estrutura não-rígida, formada por esferas de poliestireno, modela o corpo e garante o conforto necessário. Observe a caixa de som com design que se integra à proposta externa, no degrau da piscina, dentro da sonorização de todo o espaço.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.