Cidade maravilhosa

Confira oito dicas para curtir o Rio de Janeiro

É possível curtir a Cidade Maravilhosa longe da orla, como provam estas atrações selecionadas pelo caderno Viagem

14/11/2012 | 09h03
Confira oito dicas para curtir o Rio de Janeiro Marielise Ferreira/Agencia RBS
Praia de Copacabana no Rio de Janeiro Foto: Marielise Ferreira / Agencia RBS
Com mais de 80 quilômetros de praias e paisagens de cartão postal, a cidade do Rio de Janeiro é considerada patrimônio histórico cultural. Preferência internacional como destino turístico e de eventos, não faltam iniciativas culturais e opções de gastronomia e lazer na cidade. Por isso, as opções não se resumem às areias brancas e limpas e à convidativa água do mar. No Rio, é possível conhecer muita coisa sem passar pela orla.

A preparação para Copa e Olimpíadas transformou o Rio em um canteiro de obras. Tapumes cobrem prédios históricos e construções como o Museu do Amanhã, previsto para 2014, o Museu de Arte do Rio e a revitalização da região portuária começam a tomar forma. É ali que milhares de visitantes desembarcarão dos navios transatlânticos que ficarão atracados e servirão de hospedagem para os turistas durante as Olimpíadas.

Todas estas obras não chegam a atrapalhar o turista. Ao mesmo tempo em que os prédios sobem, os corredores expressos para ônibus (BRTs) se estendem interligando a cidade a facilitando a chegada a outros meios de transporte como o metrô e o aeroporto. Os ônibus articulados, para 70 passageiros, já se transformaram em opção que desafoga o trânsito.

O próximo corredor a ficar pronto deve ser a Transcarioca, que permitirá integração ao Aeroporto Internacional do Galeão. Transbrasil e Transolímpica estão em fase de projeto. Além do ônibus que torna fácil o acesso a todas as regiões da cidade, os passeios podem ser feitos com vans de turismo, tours de jipe ou até de helicóptero.

Pelas ruas, a visão é de uma cidade limpa, bonita e organizada. Circular pelas comunidades virou moda, seja na Rocinha, na Santa Marta ou em qualquer outra favela existente no Rio – se já estiver pacificada, claro.

Quando for ao Rio, comece o dia visitando um parque ou um museu, almoce no centro histórico, visite as igrejas e aproveite as paisagens de tirar o fôlego dos morros, tome banho de cachoeira no meio de uma floresta tropical e termine a noite em um boteco, ao som do bossa nova. Se sobrar tempo, vá à praia.

*Viajou a convite do Rio Convention & Visitors Bureau

1 - Centro Histórico

- Comece pela Cinelândia, onde é possível ver o prédio antigo do Cine Odeon, teatro municipal, e biblioteca municipal com mais de 90 mil volumes. No teatro municipal há sempre shows, e no domingo são dois espetáculos a preços populares. Ainda é possível visitar o Paço Imperial, que em 1743 sediava os governos das capitanias. A igreja e o mosteiro de São Bento têm missa com canto gregoriano aos domingos pela manhã, e a imponente Igreja da Candelária merece uma visita. Cruze o Arco dos Telles e a travessa do comércio para um petisco. 

2 - Sítio Burle Marx 

- São 468 mil metros quadrados que abrigam a coleção de plantas do paisagista Roberto Burle Marx. As 3,5 mil espécies tropicais e subtropicais trazidas de diversos locais do mundo foram consideradas patrimônio cultural brasileiro em 1985, e o sítio foi tombado em 2000. É possível visitar os sete sombrais, locais onde estão dispostas árvores e vegetação de sombra. As trilhas levam à capela de Santo Antônio da Bica, plantada no local desde 1681. A casa em que o paisagista morou se transformou em museu e exibe objetos de arte e artesanato. São mais de 3 mil peças de pinturas, tapeçarias, vidros decorativos, murais, entre outros itens.

Barra de Guaratiba

(21) 2410-1412

De terça a sábado, das 9h30min às 13h30min (com agendamento) – Ingressos a R$ 10

3 - Museu Casa do Pontal 

- Mais de 8 mil obras de 200 grandes nomes da cultura popular fazem parte do acervo do museu. O carro chefe são obras do Mestre Vitalino, de Pernambuco, e toda a exposição é tematizada, mostrando atividades cotidianas, festivas e imaginárias do povo brasileiro. O acervo foi reunido pelo designer e colecionador Frances Jacques Van de Beuque durante 40 anos, e foi tombado em 1991. Celebrado pela Unesco e premiado com a Ordem de Mérito Cultural em 2005, está instalado em uma reserva ecológica, no bairro do Recreio.

Estrada do Pontal, 3.295 – Recreio dos Bandeirantes

Informações – (21) 2490-3278

De terça a domingo, das 9h30min às 17h 

4 - Rio Scenarium

- Na lista do The Guardian como um dos 10 melhores bares do mundo com música ao vivo, o Scenarium é uma experiência única. Concebido como loja de antiquário, começou a receber pessoas para um happy hour no fim da tarde e acabou abrindo espaço para o bar, que tomou conta. A fila é grande, faça reserva antecipada. Os três andares do prédio histórico têm paredes lotadas de objetos históricos, desde a arte sacra até as bicicletas, brinquedos, instrumentos musicais, relógios e carrinhos de bebê. Os móveis são todos de antiquaria. E há duas pistas com show e música ao vivo, que vão do samba à gafieira, chorinho ou forró.

Rua do Lavradio, 20 - Centro Antigo

(21) 3147-9000

5 - Jardim Botânico

- Mais de 6,5 mil espécies, muitas ameaçadas de extinção, estão distribuídas numa área de 54 hectares ao ar livre e em estufas. Com jardim sensorial e um orquidário maravilhoso, tem 18 trilhas ou locais de visitação que podem ser feitas à pé ou em carrinhos de transporte que circulam pelo parque. Pássaros, borboletas, macaquinhos e esquilos podem ser flagrados em meio às plantas. Está lá a famosa alameda de palmeiras imperiais, cuja primeira muda da espécie foi plantada em 1809 por Dom João VI. O acesso ao museu é gratuito. 

Rua Jardim Botânico, 1.008

(21) 3874-1808

Das 8h às 17h

R$ 6

6 - Feira Hippie de Ipanema

- Uma galeria de artes e artesanato ao ar livre, funciona todos os domingos desde 1968, das 7h às 19h. Deixe para comprar ali suas lembranças do Rio e aproveite para ver ao vivo um artista pintando sua obra. De decoração de casa a roupas e acessórios, os estandes têm preços que vão de R$ 10 a R$ 2 mil, e passam pela arte regional incluindo produtos indígenas e baianos. = Praça General Osório, em Ipanema = (21) 8746-1082

7 - Cristo Redentor 

- Eleita uma das novas Sete Maravilhas do Mundo, a estátua do Cristo sobre o morro do Corcovado é passagem obrigatória. Pode ser acessada de van ou jipe por uma estrada panorâmica e de trem turístico por meio da mata da Floresta da Tijuca, com vista de espécies vegetais exuberantes e fauna rica em aves e pequenos animais, como quatis, guaxinins e macacos-prego. No Cristo, há capela, bares e lojas. 

Trem do Corcovado

Rua Cosme Velho, 513 – Cosme Velho 

(21) 2558-1329

Das 8h às 19h Ida e volta, com acesso ao Cristo Redentor 

R$ 45 (adultos) e R$ 22,50 (crianças)

8 - Pão de Açucar

O agora centenário Bondinho leva a um passeio aéreo para um dos locais mais famosos do Rio, o Pão de Açúcar. O passeio tem duas paradas, o Morro da Urca, a 220 metros de altitude e o Pão de Açúcar, a 396 metros. Lá em cima, além da infraestrutura turística, há trilhas em meio à natureza, espaços para eventos e shows. Se puder, vá durante a tarde, para aproveitar o espetáculo do por do sol, disputado pelos turistas. E quando terminar, nem pense em ir embora. Desça ao Morro da Urca e conheça o Abençoado, um bar especializado em drinks. Experimente a capirinha Mulata, adoçada com açúcar mascavo, limão siciliano e limão Taiti (R$20).

Av. Pasteus, 520, Urca

(21) 2546-8400

Das 8h às 19h50min

Adultos R$ 53, Crianças de seis até 12 anos R$26, Estudantes, idosos e portadores de necessidades especiais R$ 22. Gratuidade para crianças até cinco anos.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.