Solidariedade

Mutirão ajudará a reconstruir canil atingido por incêndio em Viamão

Mobilização busca voluntários e também doação de material. Quatro animais morreram no incidente

18/02/2016 - 19h02min | Atualizada em 18/02/2016 - 19h05min
Mutirão ajudará a reconstruir canil atingido por incêndio em Viamão Divulgação/Projeto Mãos e Patas
Foto: Divulgação / Projeto Mãos e Patas

Desde a última terça-feira, amigos da protetora dos animais Lurdes Aymee Martins Lindemeyer estão se mobilizando nas redes sociais para ajudar na reconstrução de parte do canil, conhecido Sítio da Dona Lurdes, que ela mantém em Viamão e foi destruído por um incêndio. Até a tarde desta quinta-feira, cerca de R$ 2,5 mil haviam sido arrecadados para recuperar o local, que abriga aproximadamente 40 cães e 30 gatos.

Dona Lurdes trabalha há mais de 30 anos acolhendo e protegendo bichos abandonados. Por volta das 11h de terça-feira, enquanto alimentava parte dos mais de 150 animais que abriga, a aposentada avistou focos de chamas em uma parte de madeira do canil. Segundo a voluntária do Projeto Mãos e Patas, Rosângela Guerra, acredita-se que uma pane elétrica tenha dado início ao incêndio.

Leia mais:
Veterinário é proibido de fazer consultas grátis para cães e gatos
Os cuidados para que os bichos de estimação não virem presente de grego
Mercado pet se especializa para atender às necessidades e aos luxos dos bichinhos de estimação

Não demorou para que vizinhos se mobilizassem, junto ao Corpo de Bombeiros, para ajudar na remoção dos animais. Porém, duas cadelas e duas gatas não resistiram após terem inalado fumaça.

— Eu podia perder tudo, mas não queria perder nenhum bichinho. E eu perdi — lamenta Lurdes.

De acordo com a aposentada, o incêndio destruiu material para a manutenção do canil, contratos de adoção dos animais e documentos pessoais.

Lurdes começou a desenvolver o projeto quando ainda morava em Porto Alegre. Mas mudou-se para Viamão há quase nove anos para proporcionar mais qualidade de vida aos bichos �— ela já chegou a contabilizar cerca de 200. Aos 70 anos, Lurdes desenvolve a função de "protetora animal". Ela resgata cães e gatos fragilizados da rua e vítimas de maus-tratos e providencia cuidados veterinários, medicamentos e abrigo ao custo da própria aposentadoria e de doações.

Leia mais notícias

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.