Ação solidária

Idosos viram jurados em competição de skate no Asilo Padre Cacique

Quarta edição da atividade ocorreu na tarde ensolarada deste sábado, na zona sul de Porto Alegre

Por: Eduardo Rosa
10/09/2016 - 19h38min | Atualizada em 10/09/2016 - 22h16min

O sábado ensolarado foi dia de sair da rotina para os 150 moradores do Asilo Padre Cacique, onde ocorreu a quarta edição do evento Skate no Asilo — esporte, música e diversão foram levados ao prédio histórico na zona sul de Porto Alegre. À tarde, o pátio da entidade ficou repleto de gente das mais variadas idades, que prestigiaram uma competição cujos jurados eram os próprios idosos.

Iniciada em 2013, a atividade foi uma forma que dois irmãos viram de criar uma "ação do bem" descontraída, na qual os velhinhos se sentem protagonistas.

— Queríamos fazer algo horizontal, trazendo as nossas referências, como o skate e a música. Foi o primeiro lugar que procuramos e fomos recebidos de braços abertos — conta o empreendedor social Daniel Mattos, 30 anos. — É muito legal ver o remédio que não se compra na farmácia: amor e carinho — acrescenta.

Leia mais:
Conheça a "guarda real" da Chama Crioula no Acampamento Farroupilha
Porto Alegre terá sol e temperaturas em elevação no final de semana

O jardim virou plateia, e a rampa que dá acesso à recepção, pista de skate. Mattos estima que aproximadamente 800 pessoas passaram pelo local ao longo da tarde, movida a pipoca e algodão doce. Terezinha Ferreira Ramos, 77 anos, era uma das quatro juradas: observava as manobras e levantava placas com notas e comentários como "me caiu os butiás dos bolsos" e "não treinaram nada".

— É muito bom, não tem coisa melhor. Para mim, é uma satisfação participar. Eu quero ver criança, gente jovem. — conta Terezinha.

Luíza Franco, 27 anos, e Emili Lopes, sete anos, se conheceram no local e resolveram se apresentar juntas aos jurados. Emili saiu feliz com as três notas 10 e uma oito que recebeu:

— Aprendi a andar de skate com a minha irmã. Já tinha vindo aqui, mas esta vez foi a primeira competindo. Gostei!

Luíza, que já conhecia o Skate no Asilo e havia ido a outras edições, resolveu ajudar na produção e arrecadar verba.

— Tenho um grupo de gurias que andam de skate, e neste ano me inscrevi para ser voluntária — relata a estudante.

O diretor geral do asilo, Milton Costa da Silva, ressalta que o evento quebra a rotina positivamente.

— Essa interação do nosso morador com a gurizada anima, eles ficam muito felizes. Além disso, traz doações, o que é muito importante, pois nosso consumo é alto — salienta, acrescentando que a média de idade dos moradores é 81 anos e 45% deles não têm vínculo familiar.

O dinheiro arrecadado com o ingresso de R$ 10 foi usado para cobrir os custos. No evento do Facebook, os organizadores listaram itens que os vovôs precisam; não eram obrigatórios, mas toda a ajuda foi bem-vinda.

Para ajudar

Os itens pedidos foram achocolatado diet, adoçante líquido, amido de milho, aveia, bolacha doce ou salgada, café, chá, doce de leite, erva-mate, ervilha partida, feijão branco, gelatina (inclusive zero e diet), leite de soja, pipoca, água sanitária, desinfetante, detergente para louça, sabão em barra, xampu e talco perfumado.

Mais informações: www.asilopadrecacique.org.br

 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.