Design

Móveis com compensado naval e de encaixe: conheça a Yep

Marca lançada recentemente traz em sua primeira linha mesas, bancos, cadeira e cabideiro

07/09/2016 - 00h10min | Atualizada em 18/09/2016 - 19h06min

Com o olhar para as próximas décadas, esta jovem dupla criativa não voltou o foco apenas nas escolhas que resultarão na estrada de trabalhos que irão trilhar. A arquiteta Fernanda Terra Lopes Simch e a acadêmica Lívia Cravo Lerch – que forma-se em Arquitetura e Urbanismo no final do ano – vão além das formas na hora de idealizar os móveis de sua mais nova marca, a YEP: pensam na sustentabilidade e na acessibilidade de seus produtos.

A criação, contam as duas, tem como matéria-prima o compensado naval.

– É a madeira ideal para o sul, pois temos um clima muito úmido – ressalta Lívia.

Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS

Os recortes são feitos por uma empresa de Santa Maria e todo o restante da produção é em Porto Alegre, pela dupla. Lixam, passam verniz, retocam e divertem-se, o que consideram mais importante. Como limitação, apenas o tamanho das placas de 2m20cm de comprimento, o máximo para o corte na máquina, solucionada por meio de exaustivos desenhos.

Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS

Os primeiros estudos foram feitos em papelão, para um curso que pretendiam organizar. Foi quando perceberam, por meio de inspirações europeias, que a madeira poderia entrar em cena. As peças de YEP vêm com um manual prático de montagem, e em poucos passos ganham a forma final.

– Desmontadas elas ocupam embalagens pequenas e, por não terem parafusos, garantimos que futuramente não deixarão resíduos de ferragens. A madeira poderá ser reaproveitada facilmente – explica Fernanda, filha do paisagista Kiko Simch, responsável, segundo ela, por grande parte do ensinamento sobre sustentabilidade.

Vendida pelo site da empresa ou nas lojas Pandorga, a primeira série conta com mesa – em versão adulta e kids –, banquinhos, cabideiro e luminária. Mas projetos sob encomenda também podem ser realizados, como uma das estreias para um escritório, com bancadas personalizadas.

Lúdico e funcional

Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS

O cabideiro Jurumbeba tem seus espinhos com a função de ganchos. Abaixo, a mesa Ocara na versão kids, com o tampo com acabamento de lousa

Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS

Compensado e arte

Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS

A cadeira Abaetetuba e a mesa Ocara formam um conjunto no escritório da dupla (D). Acima, os banquinhos Anauê com pintura de Celo Pax, da Pax Art

Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS
Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS


 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.