Mundo

10 mil rãs gigantes morrem no Peru por suspeita de contaminação de rio

A espécie é conhecida como rã gigante do Titicaca, um tipo considerado em risco de extinção

Por: AFP
17/10/2016 - 21h00min | Atualizada em 17/10/2016 - 21h00min

O Peru investiga a morte de cerca de 10 mil rãs gigantes, por suspeita de contaminação do rio Coata, que desemboca no Lago Titicaca, na região Puno, fronteiriça com a Bolívia, informou o Serviço Nacional Florestal e de Fauna Silvestre (Serfor).

"Com base nas declarações dos moradores e das amostras encontradas dias depois do incidente, presume-se que mais de 10 mil rãs foram afetadas por cerca de 50 km", relata o comunicado do Serfor.

Leia mais:
VÍDEO: dois pandas gêmeos, concebidos naturalmente, nascem em Viena
Conheça as diferenças entre o lobo-guará e o graxaim

A instituição indicou que especialistas analisaram os espécimen mortos ao longo do rio Coata, na Reserva Nacional do Lago Titicaca, a 3.812 metros de altitude.

As rãs são do tipo Telmatobius spp., conhecida como rã gigante do Titicaca, uma espécie considerada em risco de extinção.

Em uma primeira inspeção, os especialistas encontraram 500 rãs em uma faixa de 200 metros. O Serfor acrescentou que agiram imediatamente depois de receber o alerta de Maruja Inquilla, representante do Comitê de Luta contra a Contaminação do rio Coata.

As amostras obtidas pelo Serfor, em coordenação com os especialistas Roberto Elías e Enrique Ramos, do Zoológico Denver, serão avaliadas para determinar a causa da morte dos espécimen e iniciar as investigações.

 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.