Sala de Aula

Terceira idade conectada: estar na internet aumenta independência de idosos

A gurizada brinca: quando sua avó entra no Facebook, é hora de trocar de rede social! Tudo bem: trocar, pode. Só não pode deixar de incentivar seu avós a estarem conectados

Por: Diário Gaúcho
13/10/2016 - 11h51min | Atualizada em 13/10/2016 - 11h54min
Terceira idade conectada: estar na internet aumenta independência de idosos Diego Vara/Agencia RBS
Foto: Diego Vara / Agencia RBS

Quando alguém mais velho começa a usar a internet, está cheio de dúvidas. E este é o momento em que mais precisam de ajuda para entender este universo. A inclusão digital para a terceira idade já está acontecendo, mas ainda precisa ser trabalhada para estimular, cada vez mais, os idosos a estarem nas redes.

Um desses incentivos para que os idosos percam o medo e se aventurem no mundo virtual, segundo a psicóloga, professora da PUC-RS e especialista em terceira idade Irani Arginon, está na própria família. É ver os netos e outras pessoas mais jovens usarem celulares e tablets e mostrarem interesse em apresentar aos mais velhos algo, até então, desconhecido para eles.

Coragem e paciência

Foi justamente o encorajamento por parte da filha que fez a aposentada Natalina Martinez, 78 anos, de Porto Alegre, começar a usar a internet.

— Me negava a aprender porque não me achava capaz, mas minha filha me convenceu. Compramos um tablet, porque o celular é muito pequeno, e contratamos o professor Guilherme para me ensinar. Em pouco tempo, aprendi a acessar sites, mandar e-mail, conversar pelo WhatsApp, fiz um perfil no Facebook. Me deslumbrei com esse mundo novo da tecnologia — conta.

Há três anos, após perceber a necessidade dos próprios familiares idosos, o administrador e sócio proprietário da Integrar Terceira Idade, Guilherme Gonçalves, criou uma página no Facebook para dar dicas de tecnologia e uso da internet pelos idosos. Passou, também, a dar aulas particulares.

— Muitos deles moram sozinhos, têm dificuldade de locomoção e, se souberem chamar um táxi ou a farmácia por meio de um aplicativo, a vida deles fica muito mais fácil e segura - comenta Guilherme.

O principal ponto destacado pela idosa foi a paciência do professor em ensinar. Virtude que também a família deve ter para apoiar o idoso.

— Ele foi no meu ritmo, e acredito que isso me ajudou a aprender mais rápido — conta Natalina.

Porque estar na internet faz bem

Foto: Montagem sobre fotos / Divulgação

Para a psicóloga e especialista em terceira idade Irani Arginon, existem muitos aspectos positivos em os idosos estarem conectados. Confira!

- Aproximação com familiares e amigos que estão longe.
- Viajar por meio da internet, ver fotos, pesquisar sobre lugares que querem conhecer.
- Não precisar sair de casa para fazer coisas básicas, como comprar um remédio ou pedir comida.
- Diminui as chances de depressão e ansiedade.
- Oportunidade de manter a mente ativa, sempre aprendendo algo novo.

Mas, cuidado: Irani alerta que a tecnologia não pode eliminar o convívio direto.

- Às vezes, só querem receber um bom dia, um coraçãozinho por mensagem, mas precisam estar junto com a família, passear. É preciso ter equilíbrio.

Onde aprender

Foto: Morguefile / Divulgação

A Secretaria Adjunta do Idoso de Porto Alegre oferece gratuitamente, nos telecentros espalhados pela cidade, cursos de informática básica e acesso às redes sociais para a terceira idade. Clique neste link e consulte todos os locais, com endereço e telefone. 

Especial para a melhor idade

Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

O mês do idoso está acontecendo em Porto Alegre desde o dia 26 de setembro e segue até 28 de outubro. A Secretaria Adjunta do Idoso promove, neste período, mais de cem atividades direcionadas ao público da terceira idade. 

Quem quiser pegar a programação completa deve comparecer à Rua dos Andradas, 1643, 5° andar, no Centro, ou acessar este link.


 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.