Energia elétrica

Bandeira tarifária continuará verde em janeiro, sem cobrança extra

Segundo a Aneel, condição do tempo foi favorável para o acionamento de usinas termelétricas a custo mais baixo

Por: Rádio Gaúcha
30/12/2016 - 20h21min | Atualizada em 30/12/2016 - 20h21min
Bandeira tarifária continuará verde em janeiro, sem cobrança extra Marcello Casal Jr.,ABR/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr.,ABR / Agência Brasil  

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira que a bandeira tarifária para o mês de janeiro será a verde, sem cobrança extra dos consumidores. A decisão é baseada em relatório do Operador Nacional do Sistema (ONS), que aponta que a condição hidrológica está mais favorável.

De janeiro de 2015, quando o sistema de bandeiras tarifárias foi implementado – até fevereiro deste ano, a bandeira se manteve vermelha, primeiramente com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 kWh.

Leia as últimas notícias:
Conta de luz: saiba como economizar no consumo
Estado passa por "inferno astral" em projetos de geração de energia

Em março, passou para amarela, com custo extra de R$ 1,50 a cada 100 kWh; de abril a outubro ficou verde, sem cobrança extra. No mês passado, a bandeira passou para a cor amarela novamente e em dezembro está verde.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a energia de hidrelétricas.

A cor da bandeira em vigor no mês da cobrança é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia elétrica, em função das condições de geração de eletricidade. Por exemplo, quando chove menos, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia.?

Leia as últimas notícias

 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.