A lenda de Minervina

A esposa repudiada que ergueu uma igreja em Jaguarão - verdade ou mito?

Segunda reportagem da série Singular: um olhar sobre o Rio Grande, recupera a história de Minervina Corrêa, benemérita que construiu um templo supostamente para dar resposta aos falatórios sobre sua pessoa

10/02/2017 - 13h47min | Atualizada em 10/02/2017 - 13h47min

A igreja da Imaculada Conceição, em Jaguarão. À esquerda no mesmo terreno, a casa em que Minervina viveu seus últimos anos Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Ela foi repudiada pelo noivo na noite de núpcias, por não ser mais virgem? Ela foi ao papa para obter licença e construir uma igreja dedicada à Imaculada Conceição? Ela foi a modelo da nossa senhora da imaculada conceição que, no templo, ocupa o centro do altar? Ela ergueu o templo para provar sua inocência ou para mitigar uma culpa inconfessada? Na segunda reportagem da série Singular – um olhar sobre o Rio grande, ZH viajou a Jaguarão para deslindar a história de Minervina Carolina Correa, personagem fascinante que se tornou objeto de lendas e falatórios que sobrevivem no município há mais de um século.

Foto: Carlos Macedo / Arte ZH



 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.