Religião

Padre João Schiavo será beatificado em outubro em Caxias do Sul

Milhares de fiéis devem participar do evento

Por: Pioneiro
05/02/2017 - 14h46min | Atualizada em 05/02/2017 - 14h54min
Padre João Schiavo será beatificado em outubro em Caxias do Sul Roni Rigon/ Agência RBS/
A intercessão de padre Schiavo em um caso de cura ocorreu em 1997 em Caxias do Sul Foto: Roni Rigon/ Agência RBS  

O Vaticano confirmou neste fim de semana a data para solenidade de beatificação do venerável padre João Schiavo. Será em 28 de outubro, com evento em Caxias do Sul. O local ainda não está definido, e a celebração será presidida pelo prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato. O evento está sendo organizado pela Congregação das Irmãs Murialdinas de São José e a Congregação dos Josefinos de Murialdo, juntamente com a Associação dos Amigos do Pe. João Schiavo, com o apoio da comunidade caxiense e os devotos. Milhares de fiéis devem participar do evento - são esperadas pessoas de todo país e do exterior, onde chegaram relatos de graças alcançadas por devotos do padre. Da Argentina, onde há a presença dos Josefinos e Murialdinas, chegarão dois aviões, informa Ir. Leda Borelli, que vive em Mendoza e atua como divulgadora do Pe. João Schiavo.

Leia mais:
Tarifa de ônibus sem reajuste, em Caxias, segue linha de Daniel Guerra

A intercessão de padre Schiavo em um caso de cura, confirmado em dezembro pelo Vaticano, ocorreu em 1997, em Caxias do Sul. Em outubro daquele ano, Juvelino Carra foi encaminhado para uma cirurgia de emergência, com aguda dor intestinal. Ao chegar no hospital, o médico Ademir Cadore constatou que se tratava de uma trombose que envolveu todo o intestino delgado, quadro aparentemente irreversível. Decidiu-se por desistir da cirurgia, fechar o abdômen e encaminhar o paciente à UTI, para que tivesse acompanhamento até a morte iminente. Ao receber a notícia de que nada poderia ser feito, a esposa de Juvelino, Lourdes, agarrou com força um santinho de João Schiavo e orou para que o padre intercedesse pela saúde do marido.

 Capela sobre túmulo de padre João Schiavo, em Fazenda Souza, distrito de Caxias do Sul. Foto: Roni Rigon / Agencia RBS


 Aos poucos, Juvelino Carra passou a dar sinais de melhora na UTI, sob olhares incrédulos. Em sete dias, teve alta do hospital, sem apresentar qualquer sequela do problema no intestino.Mais de uma década depois, a família Carra e a equipe médica forma entrevistadas por um grupo de sete autoridades em Medicina do Vaticano, que constatou a veracidade das informações, atestou a saúde de Juvelino e assim deu continuidade ao rito de beatificação.

QUEM É

:: João Schiavo nasceu em 8 de julho de 1903, em Vicenza, Itália. Era filho de Luiz e Rosa e tinha oito irmãos.
:: Em 1917, entrou na Congregação de São José.
:: Fez noviciado em Volvera e, em 1919, começou a estudar filosofia e teologia. Em 10 de julho de 1927, foi ordenado padre.
:: Chegou ao Brasil em 5 de setembro de 1931 e foi a Jaguarão. Em 25 de novembro, transferiu-se para Ana Rech e começou a trabalhar no Colégio Murialdo.
:: Em 1935, ele se mudou para Galópolis, onde dirigiu uma escola e uma paróquia.
:: Em 1937, assumiu a direção do Colégio Murialdo e a coordenação dos padres josefinos, em Ana Rech.
:: A partir de 1956, Schiavo passou a morar no Seminário Josefino de Fazenda Souza e sededicar à formação das Irmãs Murialdinas de São José.
:: Em 20 de novembro de 1966, foi internado com complicações no fígado causadas por uma hepatite.
:: Morreu às 9h30min de 27 de janeiro de 1967, aos 63 anos.

 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.