Saúde mental

Ação entre Facebook, EUA e Polícia Civil evita que homem cometa suicídio no meio-oeste catarinense

Graças a uma ferramenta que denuncia esse tipo de caso, equipes foram enviadas a tempo ao local

Por: Diário Catarinense
10/03/2017 - 19h07min | Atualizada em 10/03/2017 - 19h12min

Uma ação conjunta entre o Facebook, a polícia dos Estados Unidos e a Polícia Civil de Santa Catarina impediu na última quarta-feira que um homem cometesse suicídio em uma transmissão ao vivo na rede social. Graças a uma ferramenta que denuncia esse tipo de caso, a Diretoria de Informação e Inteligência (Dini) da Secretaria de Segurança Pública foi avisada a tempo de enviar equipes ao local. O caso aconteceu em uma cidade do meio-oeste do Estado.

Leia mais: 
Conheça o perfil do seu relógio biológico e viva melhor  
Brasil é o país mais depressivo da América Latina, revela OMS  
Estudo aponta relação entre depressão e mortalidade por câncer

A vítima era um mecânico desempregado cuja esposa está grávida do quarto filho. O nome da cidade onde o homem mora não será informado, pois, segundo a polícia, a vítima está sob os cuidados da assistência social local e a exposição iria interferir na integridade do homem e também em seu tratamento.

— Ele já tinha problemas psicológicos, como depressão e num momento de desespero, tentou ceifar sua vida — disse um policial, que não teve o nome divulgado.

A ferramenta do Facebook foi lançada no começo de março e permite que os usuários denunciem casos aparentes de suicídio. Durante uma transmissão ao vivo, se existir suspeita de que a pessoa possa prejudicar o próprio bem-estar, há a possibilidade de reportar diretamente à equipe da rede social. O Facebook possui equipes 24 horas por dia, 7 dias por semana para conferir as denúncias e priorizar os casos mais graves. 

Dada outras postagens no perfil do usuário, a empresa considerou o caso como prioritário e imediatamente avisou as autoridades policiais americanas de que um cidadão brasileiro estaria prestes a cometer suicídio por enforcamento. As informações de cadastro e endereço do usuário chegaram rapidamente até a Polícia Civil catarinense.

— Chegando ao local, o dono do perfil foi encontrado ainda com vida e a situação foi confirmada. O Corpo de Bombeiros o conduziu até o hospital, onde foi medicado e realizado o acompanhamento psicológico — disse o agente.

A Polícia Civil não confirma que o homem já teria tentado se matar outras vezes, conforme circula em outros site de notícia. Ainda sobre isso, a assessoria da Polícia Civil explica que o setor de inteligência buscou confirmar o fato, mas que acabou descartando a possibilidade por se tratar de outro caso. A informação era de que a vítima teria jogado o próprio carro contra um caminhão. 

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.