Estudo

Em Porto Alegre, 6% dos motoristas admitem que dirigem após ingerir bebida alcoólica, diz pesquisa

A média nacional em 2015, segundo Vigitel,  ficou em 6,8%

Por: Zero Hora
18/04/2017 - 17h51min | Atualizada em 18/04/2017 - 17h58min
Em Porto Alegre, 6% dos motoristas admitem que dirigem após ingerir bebida alcoólica, diz pesquisa Reprodução/Ver Descrição
Foto: Reprodução / Ver Descrição  

Pesquisa feita em 2015 pelo sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) mostra que 6,1% dos entrevistados de Porto Alegre conduziram veículos automotores após ingerir bebida alcoólica. Separando por sexos, o consumo é admitido por 9,4% de homens, e por 3,4% de mulheres. Ainda que os números da Capital estejam abaixo da média nacional – que é de 6,8% – a porcentagem subiu se comparada à pesquisa de 2014, quando 4,7% dos porto-alegrenses disseram que dirigiram após beber.

A frequência da combinação bebida e direção no Brasil variou de 3,4% em Maceió a 18,1% em Goiânia. Os maiores índices foram observadas, entre os homens, em Goiânia (29,4%), Palmas (28,9%) e Florianópolis (25,6%) e, entre as mulheres, no Distrito Federal (11,6%), Florianópolis (10,1%) e Goiânia (9,1%). Em ambos os sexos, a prática de dirigir após consumo de qualquer quantidade de bebida alcoólica foi mais comum nas faixas etárias de 25 a 34 anos e 35 a 44 anos e aumentou com a escolaridade.

Leia mais:
Cresce número de pessoas que dirigem após consumir álcool, diz governo
Porto Alegre é a terceira capital com mais diagnósticos de hipertensão
Mais da metade dos brasileiros está acima do peso, diz Ministério da Saúde

Após a implementação nacional da Lei Seca, o Vigitel passou a estimar a frequência com que motoristas dirigem após beber, independentemente da quantidade de bebida consumida e da periodicidade dessa prática.

Balada Segura elevou número de autuações

Atuando na fiscalização mais rigorosa de motoristas que dirigem sob efeito de álcool desde 2011, por meio da Operação Balada Segura, o Detran-RS afirma que, em Porto Alegre, entre 2007 e 2016, foram 23.214 autuações relacionadas a condução de veículos automotores após a ingestão de álcool. O menor número foi em 2007, com 238, e o maior foi em 2012, com 3.275 ocorrências.

Já no Estado todo, o número de motoristas autuados por beber e dirigir subiu consideravelmente de 2007 a 2012 e depois teve uma leve queda. Em 2007, foram 3.476 autuações, atingindo o pico de 23.765 em 2012 e baixando para 21.108 em 2016. De acordo com o Detran-RS, a alteração brusca dos números se deu em função de que a fiscalização foi intensificada depois da implantação da Lei Seca. 

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.