Proibição

Anvisa manda recolher lotes de paçoca com toxina cancerígena

Substância encontrada ultrapassava o limite permitido pela Agência

Por: Zero Hora
17/05/2017 - 15h37min | Atualizada em 17/05/2017 - 15h37min

Oito lotes de paçoca rolha da marca Dicel tiveram a distribuição e comercialização proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em resolução publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira. O motivo, segundo a agência, é a quantidade maior do que a permitida de aflatoxina, uma substância tóxica e cancerígena.

A empresa já havia sido autuada em março pela Anvisa pelo mesmo motivo. A Dicel atua nos estados de Goiás e Distrito Federal e não comercializa produtos no RS.

O que diz a empresa

A Dicel informou, após contato com a reportagem, que já retirou todas as pacoças do mercado. Dizem também que o item apontado pela Anvisa foi retirado do catálogo da empresa há cerca de três semanas e informam que não devem mais trabalhar com paçoca rolha de qualquer tipo. Os produtos da Dicel são vendidos no estado de Goiás e Distrito Federal.

Leia mais
Confira 10 dicas para se proteger de acidentes domésticos com eletricidade
Número de gaúchas que praticam atividade física é o menor na Região Sul
Usuários reclamam de instabilidade no WhatsApp


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.