Atenção

Anvisa proíbe venda de lote de pimenta-do-reino com pelo de rato

Segundo o fabricante Produtos Alheiro, o lote teve as unidades recolhidas ainda no mês de dezembro

Por: Estadão Conteúdo
16/05/2017 - 14h37min | Atualizada em 16/05/2017 - 14h57min

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a distribuição e comercialização em todo o País de uma pimenta-do-reino preta moída fabricada pela empresa Produtos Alheiro Ltda., após encontrar pelo de roedor no tempero.

De acordo com a Anvisa, a empresa recolheu o lote de número 03 do produto, fabricado em 1º de março de 2016, que tinha prazo de validade até dezembro de 2019. Após o recolhimento voluntário feito pela companhia, a agência proibiu a distribuição e venda do tempero, e determinou a retirada de todo o estoque existente no mercado.

Leia mais
Pelos de roedor, insetos e fungos: veja o que é permitido em alimentos que você consome 

Em sua página no Facebook, a Produtos Alheiro informou que o lote está com todas suas unidades recolhidas desde dezembro do ano passado e que está à disposição para esclarecimentos, sugestões e dúvidas.

— Todos os nossos produtos apresentam laudo de conformidade de acordo com as legislações vigentes e passam por um processo rigoroso de seleção, para garantir aos nossos clientes a qualidade do produto ofertado — declarou a empresa.

Confira a íntegra da declaração:


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.