Ambiente

Baleias-francas são avistadas no litoral gaúcho

Animais visitam a costa de RS e SC para reprodução e dar à luz

21/07/2017 - 16h05min | Atualizada em 21/07/2017 - 18h32min
Baleias-francas são avistadas no litoral gaúcho Logan Backes/Especial
Foto: Logan Backes / Especial  

Quem se aventurar nesses dias frios à beira-mar e contemplar o litoral gaúcho pode garantir um espetáculo da natureza aos olhos. O inverno e a primavera são a época do ano em que as baleias-francas podem ser avistadas bem pertinho da orla. 

Na quinta-feira, o estudante Logan Backes observou dois animais por volta das 13h30min na praia de Quintão, entre as guaritas 218 e 220. Os profissionais do Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (Ceclimar) também registraram a presença de quatro exemplares dos gigantescos mamíferos a partir de um ponto de observação entre Tramandaí e Dunas Altas.

Leia também:
Baleias-francas
 são avistadas em Passo de Torres e Imbituba
Tempo seco e temperatura em elevação marcam o fim de semana no RS
Nova Petrópolis promove, outra vez, concurso para quem fotografá-la 

Foto: Logan Backes / Especial

Segundo o biólogo Ignacio Moreno, pesquisador do Ceclimar e professor do campus Litoral Norte da UFRGS, as baleias-francas vêm para o litoral gaúcho e catarinense em busca de águas mais quentes, comparadas à região antártica, para se reproduzir e dar à luz. 

Ao contrário de outras espécies de baleias, costumam ficar mais perto da costa, o que muitas vezes dá a impressão de que estão encalhando. Como a presença desses animais se torna mais frequente nesse período, o biólogo pede atenção às embarcações e praticantes de esportes náuticos para que evitem aproximação, mesmo que não sejam animais agressivos.

— Uma fêmea com filhote tem o instinto de proteger a cria. A batida de uma nadadeira pode fazer um estrago grande — diz Moreno.

As baleias-francas dão à luz um filhote a cada três anos. Têm o corpo negro e alongado e manchas brancas no ventre. Segundo informações do Projeto Baleia Franca, de Santa Catarina, as fêmeas podem pesar até 60 toneladas, enquanto os machos geralmente não ultrapassam as 45 toneladas. Uma das características peculiares desses cetáceos é o esguicho em forma de V.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.