Inverno rigoroso

Onda de frio na Argentina deixa quatro mortos

O ar frio de origem polar que se estende pela Argentina provocou fortes nevascas durante o fim de semana em Bariloche

Por: AFP
18/07/2017 - 17h52min
Onda de frio na Argentina deixa quatro mortos AFP PHOTO/TELAM
Foto: AFP PHOTO / TELAM  

Quatro homens morreram na Argentina devido à onda de frio que se espalhava por todo o país na segunda-feira e que provocou atrasos e cancelamentos de voos para destinos turísticos, como Bariloche.

Um homem de 50 anos em situação de rua foi encontrado sem vida em Mar del Plata, e outro de 41 anos foi achado morto por hipotermia em sua casa precária em Rafaela, informaram fontes policiais.

Horas depois, outros dois homens em situação de rua foram encontrados mortos em Mar del Plata devido ao frio intenso.

Leia mais:
Porto Alegre registra 2,9°C, a menor temperatura desde julho de 2013
FOTOS: frio atinge moradores de rua em Porto Alegre

Um dos homens, de 45 anos, estava caído sem casaco ou cobertor em uma construção, enquanto o outro, com cerca de 60 anos, foi queimado por uma fogueira que acendeu para se aquecer durante a noite.

O ar frio de origem polar que se estende pela Argentina provocou fortes nevascas durante o fim de semana em Bariloche, que registrou na madrugada de domingo a sua menor temperatura histórica, -25,4ºC, quatro graus a menos do que a marca anterior alcançada em 1963, segundo o Serviço Meteorológico Nacional.

As fortes nevascas provocaram interrupções no fornecimento de energia elétrica, bloqueios em ruas e estradas na zona da cordilheira da Patagônia, e obrigaram a fechar os aeroportos de Bariloche e de Chapelco, dois famosos centros de esqui onde centenas de turistas, entre eles muitos brasileiros, ficaram presos durante o fim de semana.

Outras pessoas com passagens compradas neste início de recesso escolar foram impedidas ou demoraram horas para sair de Buenos Aires.

O aeroporto de Bariloche estava operando à meia-noite de domingo, mas um problema com um avião particular obrigou a fechá-lo por quatro horas, até as 10H00 (de Brasília) desta segunda, informou a concessionária Aeropuertos Argentina 2000. Os voos continuam registrando atrasos.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.