Verão no inverno

Julho tem recorde histórico de calor em Porto Alegre

Além dos termômetros em alta, mês também registrou chuva muito abaixo da média

01/08/2017 - 14h52min | Atualizada em 01/08/2017 - 14h52min
Julho tem recorde histórico de calor em Porto Alegre Omar Freitas/Agencia RBS
Foto: Omar Freitas / Agencia RBS  

Sem meio termo, julho de 2017 foi o mês dos recordes de extremos em Porto Alegre. Do frio congelante ao calor de verão, os últimos 31 dias dos porto-alegrenses entraram para a história dos registros climáticos do Estado.

Dados do Instituto Nacional de Meteorologia do RS (Inmet) apontam o último julho como o mais quente já registrado desde 1909. Na média, fez 23,8°C, número mais alto da série histórica das máximas, que ficava na casa dos 19,5°C.

Leia mais:
Agosto terá menos calor e três ondas de frio no RS 

Na outra ponta dos termômetros, mais um destaque. Desta vez, para a menor temperatura registrada em Porto Alegre desde 2013. Foi no dia 18 de julho, quando o dia amanheceu com 2,9°C.

No período em que os moradores da Capital trocaram os casacões pela manga curta, outro item também caiu em desuso: o guarda-chuva. Julho de 2017 também chama a atenção pela secura. Ao longo do mês, choveu 18,7mm. Historicamente, índices tão baixos só foram vistos em 1939 (17,7mm) e 1951 (11,0mm).

Mas o veranico não se restringiu a Porto Alegre. Todo o Estado teve um inverno atípico, com máximas, em média, 5°C acima do normal, fenômeno que não acontecia desde julho de 2008, conforme a Soma Meteorologia. Na região de Lajeado e Estrela, por exemplo, o natural seria 18°C nos termômetros, mas na prática, o que se observou foram máximas de 23°C.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.