Pampas Safari

Regina Becker diz ter sido procurada por empresário que oferece santuário a animais em Minas Gerais

Uma audiência de conciliação está marcada para o dia 17 de outubro

06/09/2017 - 19h29min | Atualizada em 06/09/2017 - 19h29min
Regina Becker diz ter sido procurada por empresário que oferece santuário a animais em Minas Gerais Jefferson Botega/Agencia RBS
Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS  

A deputada estadual Regina Becker (Rede), autora da ação judicial que paralisou o abate de cervos do Pampas Safari, afirma ter sido procurada por um benfeitor que estaria disposto a ceder terras em Uberaba, em Minas Gerais, para a criação de um santuário. Ela prefere manter o nome do possível colaborador, um empresário, em sigilo por enquanto, mas diz já ter informado a Justiça sobre a hipótese. Na área eventualmente definida como santuário, os animais do parque gaúcho poderiam viver até o final dos seus dias. 

A parlamentar reconhece que a hipótese é de complexa execução devido à necessidade de deslocamento dos espécimes entre Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

Leia mais:
Inspeção em 2013 encontrou cervo morto e animais com sintoma de tuberculose
De onde são, o que comem: saiba mais sobre alguns animais do Pampas Safari
MP irá investigar a necessidade de abate de animais no Pampas Safari 

— Animais com suspeita (de tuberculose bovina) não podem ser transportados. É por isso que vamos ter de chegar em um grande consenso nessa situação para permitir que os animais tenham a chance de sobreviver — diz Regina.

Uma audiência de conciliação está marcada para o dia 17 de outubro, em Porto Alegre. Na terça-feira (5), a deputada se reuniu com Anelise Febernati, da família proprietária do parque, para discutir alternativas que preservem os animais do sacrifício.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.