Sobre Rodas

Nissan Kicks, muita tecnologia para enfrentar a selva urbana e as estradas

Crossover compacto traz o DNA japonês com ousado visual, conforto e desempenho

05/01/2017 - 03h00min | Atualizada em 05/01/2017 - 03h00min

 * Publicado no blog Gilberto Leal em 20 de julho de 2016

Visual marcado pela grade, faróis, vincos, teto flutuante e lanternas Foto: Nissan / Divulgação

São Paulo

    A ideia nasceu em 2011. Evoluiu, foi testada e consolidada num projeto de crossover global, desenvolvido para atender às características brasileiras antes de avançar no mundo. O Kicks, apresentado nesta terça-feira, em São Paulo, chega para mudar a história da Nissan no mercado brasileiro. Bonito, visual arrojado marcado por linhas fortes, sofisticado interior e muita tecnologia, o compacto que num primeiro momento chegará importado do México e, a partir de abril de 2017 será produzido no complexo da Nissan, em Resende. Com o DNA de qualidade, tecnologia e inovação, a proposta da montadora japonesa será mexer com o segmento e enfrentar cara a cara os principais concorrentes, o também japonês Honda HR-V e o ítalo-americano Jeep Renegade. O Nissan Kicks SL custa R$ 89.900.

Foto: Nissan / Divulgação

    A arquitetura V do March e do Versa passou por profundas modificações para ser compartilhada com o crossover. A chefe de produto Sachiko Aoki prefere definir a V Extended como uma nova plataforma, que com o uso de aços de alta resistência, garantiu uma estrutura mais rígida.  A medida permitiu a redução do peso –  o Kicks tem 1.142 quilos – que Aoki enfatiza, cerca de 100 quilos menor em relação ao H-RV e mais de 200 sobre o Renegade. As suspensões dianteira, tipo McPherson,  e traseira com eixo de torção, são novas dentro das características de um utilitário esportivo.

Foto: Nissan / Divulgação

    O conjunto propulsor permanece o mesmo dos hatch e sedã compactos mas com calibrações específicas. O motor 1.6 16V flex gera 114 cv tanto com etanol quanto com gasolina. O câmbio automático continuamente variável CVT Xtronic, tem relações próprias e traz o sistema de simulação de marchas em altas rotações.  As rodas de liga leve são de 17 polegadas e os pneus 205/55 R17.

    A ampla grade robusta com aplique cromado, identidade visual da marca, os faróis alongados e a iluminação diurna em LEDs valorizam o robusto visual que tem o capô e as laterais marcados por vincos e lanternas tipo bumerangue na traseira. Com 4,29 metros de comprimento por 1,76 m de largura e 1,59 m de altura, o Kicks tem  2,61 m de entreeixos, dimensões próxima do HR-V, o líder do segmento de crossovers. No porta-malas leva  432 litros. A altura livre do solo é de 20 centímetros.

Foto: Nissan / Divulgação

    O interior chama a atenção com o acabamento em três opções que combinam com a cor da carroceria: preto, marrom (macchiato) e bege (sand).  Bancos, parte do painel e laterais das portas são revestidos em couro com costuras aparentes. Os detalhes são em plástico e aço. São de série direção com assistência elétrica, volante multifuncional, quadro de instrumentos com mostradores analógico e digitais e tela de TFI personalizável e que mostra  funções e informações do veículo.Também sã de série ar-condicionado digital, acionamento elétrico de vidros, travas das portas e retrovisores, chave presencial, partida por botão, central multimídia com tele de 7 polegadas sensível ao toque, navegação por satélite, câmera de ré, auto-radio, Bluetooth, som e sistema de câmera de 360 graus – uma na frente, duas nos retrovisores e uma atrás – que auxiliam em manobras e detectam movimentos.

     O Kicks enfrentou tranquilo o test-drive por quase 300 quilômetros pelas ruas e avenidas de São Paulo e rodovias da região metropolitana  com trechos de até 120 km/h. Rodou macio na cidade e ignorou irregularidades do pavimento ou os quebra-molas, comuns em muitas ruas. A posição elevada de conduzir e a direção elétrica facilitam as manobras e dão sensação de pleno domínio do veículo.  Na estrada, com condutor e acompanhante, os 114 cv e o câmbio CVT atenderam bem às necessidades do crossover. Em velocidades mais elevadas, o baixo nível de ruído chamou a atenção. Os controles eletrônicos de estabilidade e tração aumentam a segurança em curvas mais acentuadas. Os freios com ABS param bem o veículo.

Viagem a convite da Nissan

 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.