Sobre Rodas

Venda de veículos cai 25% no pior semestre desde 2006

A alta de 2,6% nos emplacamentos de junho evitou um resultado mais dramático

13/01/2017 - 03h00min | Atualizada em 13/01/2017 - 03h00min

* Publicado no blog Gilberto Leal em 04 de julho de 2016

Páteos lotados nas fábricas e vendas em desaceleração Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS

A cadeia automotiva foi um dos segmentos mais atingidos da economia brasileira pela crise provocada pelos desmandos políticos como efeito da desconfiança nos governantes e o pessimismo generalizado. Com 166.393 unidades, a venda de automóveis e comerciais leves tiveram a leve crescimento de 2,6% em relação a maio. A pequena alta não amenizou a forte queda de 25.1% do primeiro semestre deste ano em relação a 2015 com  951.182 registros. Foi o pior resultado nos últimos dez anos. De janeiro a junho de 2006 foram vendidos 817.721 unidades. O melhor desempenho para o período foi registrado em 2013 com a venda de 1,707 milhão de veículos.

General Motors manteve a liderança no semestre com 157.507 registros e 16,6% de participação no mercado. Foi seguida pela Fiat com 143.760 carros (15,1%),  Volkswagen, 126.762 (13,3%), Hyundai, 95.965 (10,1%) e Toyota, 85.468 (9%).

 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.