Mercado

Veículos, produção sobe e venda cai em janeiro

Exportações em alta compensam retração do mercado doméstico

Por: Gilberto Leal
06/02/2017 - 22h01min | Atualizada em 07/02/2017 - 09h05min
Veículos, produção sobe e venda cai em janeiro Gilberto Leal/
As linhas de montagem aceleraram para acompanhar o crescimento das vendas destinadas para outros países Foto: Gilberto Leal  

 A gangorra que impulsiona o setor automotivo continuou e, desta vez, beneficiou os fabricantes. Janeiro não foi diferente dos últimos meses e acompanhou as dificuldades da economia brasileira que avança em marcha à ré. As linhas de montagem aceleraram para atender as exportações que compensaram a queda da venda domésticas. Dados divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) nesta segunda-feira mostraram a retração de 5,2% nos registros com 147,2 mil unidades em janeiro na comparação com o mesmo mês de 2016 e um tombo de 28% em relação a dezembro do ano passado.

As vendas voltaram a cair acompanhando as dificuldades da economia brasileira que atinge os mais diversos setores Foto: Gilberto Leal

Na contramão do mercado, saíram das linhas de montagem 174,1 mil veículos, 17,1% a mais sobre o mesmo mês de 2016 e 12,9% abaixo do volume fabricado em dezembro. O embarque de 37,2 mil veículos superou em 56% a exportação do mesmo mês de 2016 mas ficou 40,8% abaixo do volume enviado para outros países em dezembro do ano passado. A produção de caminhões cresceu 7,8% com 4,5 mil produtos em janeiro de 2017 e 4,2 milno mesmo mês de 2016. Contra as 4,1 mil unidades fabricadas em dezembro do ano passado, a alta foi de 9,3%. As exportações também aumentaram 26,5% sobre janeiro de 2016 mas despencaram 56,2% frente dezembro passado.

A expectatida da entidade dos fabricantes é de uma estabilizaçaõ e melhota gradual nos próximos meses Foto: Gilberto Leal

O presidente da Anfavea, Antonio Megale, admitiu que já esperava que os três primeiros meses do ano serão difíceis. Ponderou que apesar de diversos indicadores já apontarem sinais positivos, o nível de desemprego ainda é alto. A expectativa do executivo é de uma melhora gradual no restante do ano.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.