Test-drive

Ford Ka Trail, aventureiro urbano e bom de estrada

Suspensão reforçada, pneus de uso misto e altura de 20 centímetros em relação ao solo, hatch compacto custa R$ 47.690

Por: Gilberto Leal
10/08/2017 - 08h04min | Atualizada em 10/08/2017 - 11h28min


Com Priscila Nunes/Especial

As modificações que o Ka Trail recebeu vão além do visual. Ao lado dos discretos adesivos e do interior que remetem a um veículo aventureiro urbano, os sistemas de direção, suspensão e freios tiveram importantes mudanças incluindo os pneus de uso misto e o aumento da distância do solo em 3,1 centímetros. Com um Trail equipado com motor de três cilindros 1.0 rodamos 800 quilômetros enfrentando com conforto e segurança o pavimento irregular, as lombadas e os buracos das ruas e  das  estradas. O Ford Ka Trail 1.0 custa R$ 47.690.

Visual robusto e discreto com detalhes que remetem aos utilitários esportivos  Foto: Priscila Nunes/Especial

A engenharia da Ford trabalhou bem as características dos utilitários esportivos que atraem o brasileiro. A suspensão foi recalibrada e com os pneus de uso misto, a altura do solo passou para 20 centímetros. Os pneus Pirelli Scorpion ATR 185/65 R15, de uso misto  rodam bem no asfalto e permitem enfrentar o pavimento irregular, a lama e a areia da beira da praia.As modificações na suspensão incluem novas molas e amortecedores dianteiros e traseiros, barra estabilizadora dianteira maior, eixo traseiro mais rígido e novos coxins do motor com amortecimento hidráulico. A direção elétrica e os freios ABS também foram recalibrados. 

Visual discreto, o Ka Trail recebeu faróis escurecidos, auxilares de neblina, molduras nos para-lamas, maçanetas e espelhos retrovisores em cinza fosco. Também rodas de liga leve de 15 polegadas, rack de teto, lanternas com lente fumê e adesivos nos para-choques, nas laterais e na tampa do porta-malas.

Interior escurecidos com detalhes em preto brilhante e cromados Foto: Priscila Nunes/Especial

Montado a partir da versão SE, os bancos são revestidos em couro sintético e tecido com costuras nas cores laranja e verde. O tecido tem tratamento especial que repele água e sujeira. São de série direção elétrica progressiva, coluna de direção com ajuste de altura, ar-condicionado, vidros dianteiros, travas das portadas e do porta-malas com comandos elétricos, sistema de som MyConnection com comando de voz e Bluetooth, suporte celular no painel MyFord Dock. 

Os bancos revestidos em couro e tecido têm costuras nas cores laranja e verde Foto: Gilberto Leal

O acabamento interno em couro sintético e tecido é valorizado pelos detalhes em preto brilhante e cromados. O painel chamou a atenção da Priscila que, apesar de não ter central multimídia, expõe bom acabamento com botões de fácil manuseio. O quadro de instrumentos com mostradores analógicos e digitais, sem computador de bordo, tem boa visualização. Os retrovisores externos têm ajuste apenas manual. 

O conjunto propulsor garante bom desempenho no trânsito urbano e também na estrada Foto: Gilberto Leal

Típico carro urbano, o Trail foi bem na estrada. O conjunto propulsor – motor de três cilindros 1.0 de 80 cv e 10,2 kgfm com gasolina a 85 cv e 10,7 kgfm com etanol em conjunto com o câmbio manual de cinco marchas - garantiu bom desempenho no anda e para do trânsito urbano. As marchas iniciais mais curtas propiciaram reações rápidas e retomadas de velocidade, mas o engate poderia ser mais macio. 

Aerofolio com terceira luz de freio, amplas lanternas e logotipo da versão Foto: Priscila Nunes/Especial

 A economia de combustível foi destacada pela Priscila, principalmente na cidade. ¿ Lembro que eu e o Gilberto fizemos os cálculos e o carro apresentou um bom desempenho. Gostei do comportamento na cidade  e o Gilberto na autoestrada Porto Alegre-Osório". Conforme o Inmetro, abastecido com gasolina, o Ka faz médias de 12,5 km/l no trânsito urbano e 14,3 km/l na estrada.

Frente robusta com faróis e auxiliares de neblina escurecidos Foto: Priscila Nunes/Especial

A direção elétrica, macia e precisa, facilita as manobras de estacionamento. A suspensão mais alta não comprometeu a estabilidade mesmo em curvas mais acentuadas dentro dos limites de velocidade. Também evitou que o para-choque raspasse em lombadas ou saídas de estacionamentos e garagens. O espaço interno do Ka surpreendeu. 

Assentos traseiros com cintos de segurança de três pontos e apoio de cabeça para todos os ocupantes Foto: Priscila Nunes/Especial

Com 3,88 metros de comprimento, 1,69 m de largura, 1,52 m de altura e 2,49 metros de entre-eixos, acomodou bem quatro adultos altos. O ocupante do assento traseiro do meio tem espaço limitado pelo túnel central. O banco de trás é bipartido, conta com cinto de três pontos e apoio de cabeça para todos os passageiros. Em viagens mais longas ficou difícil encontrar uma boa posição de dirigir pois o volante não tem regulagem de profundidade e o banco ajuste de altura.

Confortável, seguro e fácil de estacionar em qualquer vaga Foto: Gilberto Leal

A Priscila achou o Trail confortável, seguro e, na hora de estacionar, cabe em qualquer cantinho. ¿ Destaque a parte os diversos porta-objetos com espaço para guardar as chaves, papeis, moedinhas e o que for preciso colocar. Inclusive, consegui deixar meu celular encaixado no console¿.

 - Lembro que o dia colaborou para realização das fotos e vídeos do Ford KA. Na semana choveu bastante, mas no dia dos materiais abriu um sol maravilhoso. Buscamos a energia solar para inspirar nossa matéria - .

Foto: Priscila Nunes/Especial

Conclusão: O Ford Ka Trail é mais do que um aventureiro urbano com adequada relação custo/benefício. O hatch tem suspensão reforçada, maior distância do solo e pneus de uso o misto, o que facilita superar com conforto e segurança o pavimento irregular, as lombadas e os buracos das ruas e estradas ou pequenas trilhas.


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.