Dakar

Dupla brasileira vence etapa nos UTVs. Nas motos, gaúcho cai

Leandro Torres e Lourival Roldan, com o resultado, subiram para o segundo lugar na classificação. Motociclista Caselani está em 117º

05/01/2017 - 14h53min | Atualizada em 05/01/2017 - 14h53min
Dupla brasileira vence etapa nos UTVs. Nas motos, gaúcho cai Vipcomm/divulgação/Vipcomm/divulgação
Experiente, dupla brasileira se destacou na difícil etapa, na qual pilotos ficaram sete horas no veículo Foto: Vipcomm/divulgação / Vipcomm/divulgação  

O carioca Leandro Torres e o paulista Lourival Roldan conseguiram um feito histórico na quarta-feira. A dupla conquistou uma etapa do Rally Dakar, maior prova do gênero no mundo, que este ano termina dia 14. Eles chegaram em primeiro lugar nos UTVs (Utility Task Vehicle, em inglês), e subiram para a segunda colocação na classificação geral. Foi a primeira vitória brasileira nessa categoria. O país já havia tido vencedores nos quadriciclos (Marcelo Medeiros), nos caminhões (nove vezes com André Azevedo) e duas vezes nas motos (Jean Azevedo, que até o ano passado disputou a competição).

– Foi uma etapa muito dura, na qual ficamos mais de sete horas dentro do carro. Andamos muito bem, sem perder o foco e conseguimos este ótimo resultado – afirmou Leandro, 44 anos e radicado em São Paulo desde 1994.

Próximos quilômetros serão de dunas e muitas areia Foto: Vipcomm / Vipcomm/divulgação

Os pilotos percorreram 780 quilômetros (364km cronometrados) entre as cidades argentinas de San Miguel de Tucumán e San Salvador de Jujuy. Na largada, praticamente ao nível do mar, a temperatura estava na casa dos 36º C. Depois de muita subida, eles chegaram ao pico de 4.850m, com 5º C.

Outros resultados

Nas motos, o dia foi ruim para os brasileiros. O paulista Richard Fliter (Honda) foi o 68º, à frente do  catarinense Ricardo Martins (Yamaha), 97º, e do gaúcho Gregorio Castelani (Honda), o 123º. Na classificação geral, eles ocupam, respectivamente, as posições 68, 77 e 117. 

Gaúcho Caselani teve etapa espinhosa Foto: Vipcomm / Vipcomm/divulgação

De acordo com a assessoria da equipe Honda, Caselani, teve muitas dificuldades com a navegação e sofreu uma queda bem em cima de cactos – serviu para amortizar um pouco a queda, porém ele passou a noite retirando espinhos  do corpo. Com o atraso, ele foi alcançado por quadriciclos e carros, o que complicou ainda mais devido à poeira. O piloto chegou ao acampamento em Jujuy tarde da noite.

Nos carros, a dupla Sylvio de Barros e Rafael Capoani (MINI) ficou em 15º lugar, posição que também ocupa na classificação geral.  Marcelo Medeiros (Yamaha), nos quadriciclos, não terminou a etapa. Hoje, o Dakar chega à Bolívia. Serão seis dias com dunas e altitude média de 3.500 metros.

 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.