Sedã melhorado

Corolla ganha equipamentos para se manter no topo

Veículo mais vendido no mundo, o carro da Toyota, enfim, recebeu controles de tração e de estabilidade

08/04/2017 - 09h00min | Atualizada em 08/04/2017 - 11h09min
Corolla ganha equipamentos para se manter no topo Divulgação/Toyota
Modelo que completa 50 anos em 2017 já vendeu 44 milhões de unidades em 150 países Foto: Divulgação / Toyota  

Veículo mais vendido do mundo e responsável por praticamente 50% do segmento de sedãs no país, o Corolla ganhou importantes armas para seguir um bom tempo no topo. O modelo 2018, que está chegando às concessionárias, recebeu da Toyota aquilo que todos cobravam  — e que os principais concorrentes já têm há tempos: sistemas de estabilidade e de tração e assistente de partida em rampa.

O carro, em todas as versões, passa a ter sete airbags. O modelo XEi, que responde por cerca de metade das vendas, passou de R$ 97 mil para R$ 100 mil. De acordo com a montadora, o sedã recebeu R$ 7 mil em equipamentos.

Na parte mecânica, a principal alteração é na suspensão traseira, que ficou cinco milímetros mais alta. Os amortecedores foram trocados, e o software do módulo de controle da direção elétrica também foi recalibrado — o volante agora fica mais duro na estrada e ainda mais macio nas manobras urbanas, como para estacionar.

Reforma acústica

Outro ponto que enche de orgulho o departamento de engenharia da montadora é a melhora acústica. A adição de uma camada de borracha no revestimento do painel corta-fogo e colocação de feltros nos painéis das portas deixaram o Corolla mais silencioso.

A supresa da Toyota foi o retorno da versão XRS. Lançada em 2012, ela foi descontinuada dois anos depois. Agora, retorna com apelo visual esportivo e posicionada acima da configuração XEi. Ela traz detalhes como acabamento interno preto, defletor traseiro com luz de freio de led, saias (laterais, frontal e traseira), ponteira do escapamento cromada, faróis dianteiros de led, rodas diamantadas de 17 polegadas e acabamento preto brilhante. O volante de base reta, usado na versão antiga, foi trocado.

Propulsor igual

Em termos de mecânica, nem um cavalinho a mais, nenhuma substituição de metal. O propulsor é o mesmo flex que produz entre 144cv (1.8) e 154cv abastecidos a etanol. Apenas a versão de entrada, 1.8 GLI, conta com câmbio manual de seis marchas. As demais utilizam a caixa CVT, que simula sete velocidades. A partir da configuração XEi, há opção de trocas sequenciais por alertas no volante e botão de modo esportivo no console.

Conforto interno continua sendo um ponto fortíssimo do veículo, que agora ganhou visores coloridos Foto: Divulgação / Toyota

Em termos de design, os japoneses garantem que o visual do Corolla 2018 parece o de um atleta de rendimento quando está focado em sua prova. Para isso, a frente ficou com aparência mais baixa.

Os cantos do para-choque ganharam vincos mais marcantes e alongaram a silhueta. É um dos detalhes para afastar de vez o aspecto vovozão do qual o sedã não conseguia se livrar.O conjunto óptico dianteiro possui faróis de halogênio (GLi e XEi) e de LED, com nivelamento automático, nas versões XRS e Altis. As lanternas com luzes diurnas (DRL) estão disponíveis a partir da versão XEi, e todas contam com lanternas dianteiras com luz de posicionamento em LED. 

Na traseira, as mudanças se concentram nas lanternas, que agora são de LED em toda a linha e com nova disposição das luzes. As luzes de ré e de seta ganharam um tom escurecido.

Nas versões XEi, XRS e Altis, a tela de TFT de 4,2", no centro do cluster, agora é colorida e exibe diversas informações sobre a condução em projeção tridimensional. Nas mesmas versões, o sistema multimídia Toyota Play ganhou tela de LCD de sete polegadas sensível ao toque.

50 ANOS DO FENÔMENO

O sedã mais vendido no país enfrentará os novos Chevrolet Cruze, Honda Civic e o Ford Focus, além do VW Jetta e do Nissan Sentra. Somados, em 2016, eles venderam menos que o Corolla.O modelo completa 50 anos este ano e já vendeu 44 milhões de unidades em 150 países, marca que o coloca no topo do ranking dos veículos mais vendidos de todos os tempos.

Luzes da traseira são de Led em todas as versões. Na dianteira, apenas a Altis, XRS e EXi receberam DRL Foto: Divulgação / Toyota

O test drive oferecido pela Toyota à imprensa especializada foi feito entre a capital paulista e a cidade de Aldeia da Serra. Foram cerca de três horas com voltas na pista de um kartódromo do interior paulista. 

O consumo de combustível na cidade ficou entre 7.8 (etanol) e 10.7 km/l (gasolina) na versão 1.8, e entre 7.2 (e) e 10,6 km/l. Na estrada, o motor 1.8 rendeu entre 9,2 (e) e 13,2 (g) km/l, enquanto o irmão maior rodou 8,8 (e) e 12,6 (g), respectivamente. De acordo com a Toyota, em todas as revisões obrigatórias até os 60mil quilômetros o gasto é de R$ 3.250.

O Corolla está disponível no branco perolizado, prata supernova, cinza granito, preto eclipse, vermelho granada e na nova marrom urban. A versão XRS sairá de fábrica apenas nas cores branco polar e preto eclipse.

Ficha técnica

Motores: 1.8 _ 16V, 139cv e 144cv (e) e torque de 17,7 kgfm (18,6kgfm com etanol), sempre a 4.800 rpm.2.0 — 16V, de 150cv e 154cv (e) e torque de 19,4kgfm (20,7kgfm com etanol) a 4.800 rpm
Câmbio: CVT de sete marchas. Apenas a versão de entrada, 1.8, oferece manual de seis marchas.
Dimensões (mm): comprimento, 4.620; largura, 1.775, altura, 1.475, entre-eixos, 2.700.
Suspensões: dianteira tipo McPherson com barra estabilizadora, com eixo de torção e barra estabilizadora na traseira
Freios: dianteiros com discos ventilados de 10,9" com ABS5, EBD6 e BAS7, traseiros com discos sólidos de 10,6" com ABS, EBD e BAS
Rodas: 17" de liga leve (a GLI vem com 16")
Direção: elétricaTanque: 60 litros
Porta-malas: 470l

Alguns equipamentos de série: controles de estabilidade e tração, sete airbags, acabamento externo cromado: grade frontal e moldura da tampa do porta malas, lanternas dianteiras DRL e Led na traseira, ar-concidionado (nas três versões básicas, não é dualzone), descansa braços, isofix

Os preços:
1.8 GLi manual: R$ 69,7 mil
1.8 GLi CVT: R$ 70 mil
1.8 GLi Upper: R$ 91 mil
2.0 XEi CVT: R$ 100 mil
2.0 XRS CVT: R$ 109 mil
2.0 Altis CVT: R$ 115 mil

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.