Compacto esportivo

Suzuki Swift Sport fica mais leve e se rende ao motor turbo

Hot hatch troca o antigo 1.6 aspirado por um motor 1.4 turbo

14/09/2017 - 17h24min | Atualizada em 14/09/2017 - 18h17min

A quarta geração do Suzuki Swift acaba de ganhar a versão Sport. Agora pesando menos de uma tonelada, o compacto finalmente deixou para trás o motor aspirado para entrar na era dos motores turbinados. Como de costume, a versão Sport conta com alguns diferenciais no visual. Na dianteira, as aberturas ficaram maiores e mais destacadas, com vincos mais pronunciados. A grade hexagonal não apresenta mais filetes horizontais e o que surge no novo modelo é uma trama em formato de colmeia. Os adereços aerodinâmicos na base do para-choque também são exclusivos do Swift mais "hot".

Na traseira, sai o para-choque liso e de superfícies arredondadas e entra um mais agressivo, com a saída dupla de escape e uma grande porção em preto. O aerofólio também é novo. De lado, há novas rodas de 17 polegadas com acabamento diamantado e fundo preto brilhante. Outra exclusividade fica por conta do tom de amarelo da carroceria.

Suzuki Swift Sport fica mais leve e se rende ao turbo
Suzuki lança a versão Sport do Swift, mais leve e com motor turboFoto: Divulgação / Suzuki

Internamente, o hatch recebe todas as mudanças esperadas para um carro esportivo. O vermelho está presente em diversos pontos da cabine, como em partes do painel e das portas, nas costuras dos bancos e do volante, além do fundo do conta-giros. Porém, faltou uma forração escura nas colunas e no teto, que mantém o padrão claro das demais configurações.

ITENS DE SÉRIE

A lista de equipamentos de série inclui central multimídia com Android Auto, Apple CarPlay e MirrorLink, alerta para mudanças involuntárias de faixa, piloto automático adaptativo, faróis com facho alto automático, alerta de distância do veículo à frente com frenagem automática, monitoramento de pressão dos pneus, controles de estabilidade e tração e seis airbags.

Mas é na mecânica que o Swift Sport mostra suas principais novidades. O motor 1.6 aspirado de 136 cv e 16,4 mkgf de torque deu lugar a um novo 1.4 turbo de 140 cv e 23,5 mkgf. Já o câmbio é o mesmo utilizado na geração passada do modelo, um manual de seis marchas, porém com novos ajustes para se adaptar ao propulsor turbinado.

Os sistemas de suspensão também passaram por alterações para reforçarem a estabilidade e manterem o carro firme. Além do ganho de potência e torque, ele teve uma redução de peso de 80 kg. Com isso, agora o compacto pesa 970 kg, em função de sua nova estrutura ser mais leve, rígida e com melhor dispersão.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.