Ambiente

Fepam investiga descarte de esgoto em lagoa que abastece Capão da Canoa

O fenômeno do mau cheiro e da presença da lama marrom começou há cerca de duas semanas 

Por: Marcelo Gonzatto - de Capão da Canoa
04/01/2017 - 19h29min | Atualizada em 04/01/2017 - 19h34min
Fepam investiga descarte de esgoto em lagoa que abastece Capão da Canoa Anderson Fetter/Agencia RBS
Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS  

A presença de restos de esgoto cloacal e cheiro ruim na Lagoa dos Quadros, em Capão da Canoa, próximo ao local onde a Corsan capta água para abastecimento, preocupa moradores e veranistas e motiva uma investigação da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam).

Técnicos da Fepam e policiais do Batalhão de Polícia Ambiental da Brigada Militar estiveram na região na terça-feira para fazer uma vistoria emergencial. Constataram a presença de material de origem cloacal identificado como lodo de fossas utilizadas por imóveis sem conexão à rede geral de esgoto. A Corsan, por sua vez, informa que não foi detectada contaminação por esgoto cloacal no ponto de captação, e que análises realizadas permanentemente garantem a qualidade da água oferecida à população.

Leia mais:
Águas-vivas voltam ao mar gaúcho: o que fazer em caso de queimadura
Tartarugas mortas chamam a atenção de veranistas no Litoral Norte
Luciano Potter: do Alegrete ao Litoral

O fenômeno do mau cheiro e da presença da lama marrom começou há cerca de duas semanas e atinge vários quilômetros da lagoa. Comerciante da região, Marileide da Rosa Borges, 49 anos, diz que jamais viu algo semelhante nas três décadas em que frequenta o local para lazer ou a trabalho.

— Primeiro, achamos que poderia ser material orgânico da própria lagoa. Mas, em períodos de sol forte, o cheiro fica insuportável. É pior do que o de um chiqueiro — conta Marileide.

Marileide diz que sofre com o mau cheiro no local Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS

Nos últimos dias, pancadas de chuva teriam reduzido o odor na margem. Por isso, uma técnica química de 51 anos, que prefere não se identificar, entrou na água para praticar stand up paddle ontem à tarde e só percebeu que havia algo errado quando avistou resíduos boiando por todos os lados.

— Me lavei com bastante água limpa, agora vou para casa tomar um banho — disse, preparando-se para ir embora.

O CTG João Sobrinho, onde há um pequeno balneário, providenciaria uma placa dizendo "impróprio para banho".

— Ainda não temos certeza do que é, mas, por precaução, vamos recomendar que as pessoas não se banhem — afirmou a patroa do CTG Lilian Agraso Alves.

A Fepam garante que se trata de resíduos de esgoto. Uma das possibilidades cogitadas é a de que caminhões tenham despejado a matéria fecal irregularmente. Os técnicos da Fepam fiscalizaram três pontos onde foi detectada sujeira – um deles localizado a 1,3 mil metros da captação da Corsan –, mas não avistaram nenhum veículo.

O órgão ambiental informou, por meio de nota, que a equipe "percebeu, entretanto, a presença de forte odor, vestígios de resíduos próximo às margens e rastros de veículos pesados". A nota lembra que, durante o verão, empresas sem licenciamento ambiental acabam contratadas para fazer a limpeza de fossas nos imóveis – e o material pode acabar despejado em áreas impróprias em vez de em estações de tratamento licenciadas pela Fepam.

Veja perguntas e respostas sobre o caso:

Já se sabe o que é o material que apareceu na Lagoa dos Quadros?
Sim. Segundo a Fepam, é lodo de fossas sépticas. O material, que tem resíduos fecais, costuma ser retirado por caminhões para limpeza e encaminhado a pontos de tratamento – mas teria ocorrido descarte ilegal na região.

É seguro usar ou consumir a água na região de Capão, abastecida pela Lagoa dos Quadros?
A Corsan diz que sim. Sustenta que não tem registro de contaminação por esgoto cloacal perto da captação de água. Por meio de nota, garante que a água é constantemente monitorada: "As análises na água bruta são realizadas conforme exigido pelas legislações. Muitas dessas análises são realizadas a cada duas horas na Estação de Tratamento de Água. O controle analítico também é realizado em todas as etapas do tratamento, algumas análises são realizadas com frequência horária". O tratamento da água é ajustado sempre que há necessidade para garantir sua qualidade, segundo a empresa.

É seguro tomar banho na Lagoa dos Quadros?
Não. A Fepam recomenda evitar o contato com a água da lagoa nas proximidades de pontos onde o lodo tenha sido avistado.

Qual a origem da sujeira detectada na lagoa?
Técnicos da Fepam identificaram sinais de veículos pesados em pontos afetados pelos dejetos. Uma das hipóteses é de que o material tenha sido despejado por caminhões limpa-fossa em situação irregular.

O que será feito a partir de agora?
Novas fiscalizações da Fepam e da BM tentarão identificar possíveis infratores que estejam utilizando a lagoa para despejar material impróprio.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.