Litoral

Jovem diz que nunca se passou por padre e pede desculpas

Luiz Eduardo Gregis conduziu celebração religiosa em Imbé

06/01/2017 - 13h00min | Atualizada em 06/01/2017 - 14h31min
Jovem diz que nunca se passou por padre e pede desculpas Eduardo Matos/Agência RBS/
Foto: Eduardo Matos/Agência RBS  

O jovem Luiz Eduardo Gregis, 18 anos, diz que não quer ser padre. Também nega que tenha rezado missa ou tomado confissão de fiéis. No entanto, não é isso que dizem os frequentadores da Capela Santo Antônio de Pádua, em Balneário Presidente, Imbé. No dia 24 de dezembro, ele conduziu uma celebração religiosa no local e ainda realizou outra celebração antes de deixar a cidade, segundo relatos.

O jovem, que prefere ser chamado apenas por Eduardo, concordou em conversar com a reportagem da Rádio Gaúcha em uma praça de Santo Antônio da Patrulha. Vestindo uma camiseta polo azul clara, com crucifixo no pescoço e uma tatuagem de rosário em um dos antebraços, tentou justificar o que fez. 

— Não teve consagração, não teve nada disso. Fiz as preces eucarísticas, porém eu não consagrei — disse ao justificar que o ato não pode ser considerado uma missa, realizada apenas por padres. 

O jovem afirmou que recebeu o convite do seminarista para fazer a celebração na capela. 

— Ele disse que o frei havia autorizado a gente a fazer uma celebração.

Sobre a declaração de fiéis de que teriam se confessado com o "falso padre", o jovem nega que isso tenha ocorrido. 

Leia mais:
"Tenho a consciência tranquila", diz jovem que teria se passado por padre 

— Eu não atendi confissões. Eu aconselhei as pessoas. Muitas pessoas me contaram problemas de família, não posso falar aqui. Então aconselhei aquilo que seria melhor para elas, e as pessoas gostaram muito.

Perguntado se pretende ser padre, foi categórico: 

— Não tenho vocação para ser padre. Gosto muito de ajudar na igreja, mas não tenho vocação. Aprendi muita coisa com o ex-padre do Caraá. Muita coisa a gente aprende, como fazer uma celebração. Realmente celebrei em Imbé. 

Ao final da conversa com a reportagem, pediu desculpas. 

— Só gostaria de falar que o povo muito fala de misericórdia, porém, por tanto falar em misericórdia, o povo não tem isso. Eu gostaria de pedir desculpas, então. Que Deus abençoe a todos.

Ouça a entrevista:

 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.