Banho de mar, ou de chuva

Apesar do céu nublado, veranistas aproveitam a praia em Capão da Canoa

Domingo deve seguir com tempo fechado e pancadas de chuva a qualquer hora no Litoral Norte

Por: Bruna Scirea - de Capão da Canoa
11/02/2017 - 18h47min | Atualizada em 11/02/2017 - 18h47min
Apesar do céu nublado, veranistas aproveitam a praia em Capão da Canoa Lauro Alves/Agencia RBS
Bryan Dametto divertia-se cavando um superburaco na areia Foto: Lauro Alves / Agencia RBS  

O sábado de céu nublado e pancadas de chuva não afastou veranistas da orla de Capão da Canoa, no Litoral Norte. Pela manhã, quando os pingos insistiam em cair, a praia até que estava mais deserta do que o de costume. Muitos deixaram para dormir até mais tarde, outros separaram um tempo para o carteado. Mas quem passa pela beira-mar e dá uma espiada na orla nesta tarde não tem dúvida: é um típico dia de praia. Só que sem o principal protagonista do verão. O sol não deu as caras neste sábado.

Para quem vem de longe para aproveitar somente os dois dias do fim de semana, não tem mau tempo. Ainda mais se o veranista for criança. Bryan Dametto, nove anos, negou-se a entrar na água. Dizia que, sem sol, o mar fica muito gelado. Nesta tarde, então, o garoto divertia-se cavando um superburaco na areia, acompanhado da irmã, Lívia, 12 anos. De longe, só aparecia a cabeça do menino para fora da cratera.

— A gente tem que aproveitar, apesar do mau tempo, né? A última vez que viemos para a praia foi em fevereiro do ano passado. E vamos passar somente este fim de semana aqui — conta a mãe, Roselaine, florista em Anta Gorda.

Leia mais:
Buscando novo lar para seu cão, mochileiro passa mês em Capão da Canoa 
As histórias dos três mais antigos salva-vidas do Litoral Norte
Conheça Morena, a ovelha negra da beira-mar de Tramandaí

O guarda-sol fez as vezes de guarda-chuva para proteger Edu, de 10 meses, no seu primeiro verão na praia Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

Veridiana de Almeida, 29 anos, também tratou de aproveitar ao máximo os dias de folga. Por isso, ela se reunia com a família desde cedo na praia. É o primeiro verão curtido pelo filho mais novo, Edu, de 10 meses. Por sorte, o banho de mar foi tomado duas semanas atrás, quando a água estava quentinha e esverdeada. Neste sábado, o menino se contentava em brincar na areia, debaixo do guarda-sol, que virou, na verdade, guarda-chuva. O mar estava mais gelado e remexido, transformando novamente no tradicional "chocolotão".

— Em casa, ele não sossega. Aqui ele fica calminho. Então estamos com fé de que o tempo vai melhorar, que o domingo seja de sol. Mas se não for, não tem problema. O que importa é podermos estar reunidos — afirma Veridiana, que trabalha em uma sorveteria da família, em Butiá.

Com os corpos molhados e rolando na areia, Bryan Coruja e a prima Nathalia pareciam "bifes à milanesa" Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

A previsão do tempo para domingo é de mais um dia de céu nublado com pancadas de chuva a qualquer hora. Muitos podem reclamar. Mas não é problema nenhum para o porto-alegrense Bryan Coruja, sete anos, que na tarde deste sábado saía molhado do mar e ia correndo para as dunas, de onde descia rolando na areia. De longe, a mãe, Ana Paula, acompanhava a cena. E caiu na risada quando viu o filho voltar correndo pela orla, em direção à água, acompanhado da prima Nathalia, sete anos. Os dois iam quase perdendo as roupas de banho, de tanta areia que se acumulava no corpo.

— Parecem uns bifes à milanesa! — comentou com a família.

É que para o menino, quando o tempo está "ruim" é ainda melhor:

— Se não quiser tomar banho de mar, pode tomar banho de chuva — resumiu o garoto, apontando apenas uma das vantagens.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.