Pé na estrada

Confira dicas de destinos para curtir as férias de julho em família

Seis blogueiras gaúchas dão dicas de lugares para aproveitar o recesso de julho com a trupe, da serra gaúcha ao Chile 

14/06/2016 - 03h00min | Atualizada em 14/06/2016 - 03h00min
Confira dicas de destinos para curtir as férias de julho em família Blog Vou Viajar/Arquivo Pessoal
A blogueira Luciane Aquino e família no deserto do Atacama, no Chile Foto: Blog Vou Viajar / Arquivo Pessoal  

Com as férias de julho e o inverno batendo à porta, os pais estão planejando o tempo em que a família estará ainda mais reunida.

Para dar uma ajudinha, seis blogueiras gaúchas vão se encontrar em Canela no próximo sábado, 18 de junho, para um bate-papo sobre viagens com os filhos. Aberto ao público e com entrada franca, o evento será realizado às 16h30min, no Laje de Pedra Hotel & Resort. Café, chá, quentão, pinhão, pipoca, chimarrão, brigadeiro e uma lareira bem quentinha vão embalar essa conversa, mediada pela gramadense Tela Tomazeli.

Leia mais
Resorts são uma ótima opção para viagens com crianças
Turismo rural é atração em Gramado e Canela
Como aproveitar uma visita aos cânions do Itaimbezinho e Fortaleza

Especialmente para ZH, as gurias adiantaram alguns de seus roteiros preferidos para curtir as férias em família nas páginas a seguir. Escolha o preferido de sua trupe e pé na estrada!

BUENOS AIRES E USHUAIA

Por Claudia Rodrigues Pegoraro, do blog Felipe, o Pequeno Viajante 

Buenos Aires é uma favorita entre os gaúchos em qualquer estação, mas o frio dá um gostinho especial à cidade, que tem um clima quase europeu, difícil de encontrar no Brasil — e sem perder o charme latino.

Não é preciso visto ou passaporte: basta apresentar uma carteira de identidade em bom estado, e você poderá permanecer 90 dias como turista no país. Os voos têm preços acessíveis, e três dias são suficientes para ter uma boa ideia da cidade.

Graças ao câmbio estável atualmente, a Argentina continua sendo um destino razoavelmente barato para nós — você pode passar relativamente bem gastando menos do que gastaria viajando pelo Brasil.

Foto: arquivo pessoal / Arquivo Pessoal

A capital porteña agrada a todos os tipos de visitantes — desde mochileiros até aqueles que preferem luxo. Há muitas atrações imperdíveis também para famílias com pequenos viajantes, como uma foto ao lado da Mafalda (foto acima), um helado na sorveteria Freddo, uma visita ao zoo, ao planetário e a dois museus especialmente dirigidos às crianças — o Museu Participativo de Ciências "Proibido não tocar", na Recoleta, e o Museo de los Niños, no shopping Abasto.

A nossa dica é unir um passeio de três dias em Buenos Aires com uma esticada de quatro dias até Ushuaia, no extremo sul do continente, onde a neve é garantida em julho, e as opções de atrações são infinitas — desde passeios em trenós puxados por cachorros (foto abaixo), em motos, com "raquetas" e tratores de neve, de esquibunda, no trem do fim do mundo e de barco para ver os leões marinhos, entre outros.

Foto: arquivo pessoal / Arquivo Pessoal

Em Ushuaia, as atrações para famílias que não esquiam brincarem na neve são inúmeras, e por isso é o nosso local preferido para curtir a neve com crianças em julho.

Outras sugestões
Claudia também recomenda para férias de inverno em família a serra gaúcha (com destaque para os cânions de Cambará do Sul), Bonito, Foz do Iguaçu e um roteiro por Santa Catarina (incluindo Urubici, na Serra do Rio do Rastro, Beto Carrero, Balneário Camboriú, rodovia interpraias e ilha de Florianópolis).

SANTIAGO E NEVE NO CHILE

Por Alexandra Aranovich, do blog Café Viagem 

Santiago entrou na nossa rota por ser parada obrigatória de quem quer esquiar em algumas estações do Chile. Já fomos ao Valle Nevado e a Portillo, experiências distintas e inesquecíveis. Antes ou depois de subir as montanhas dos Andes, a capital chilena é um destino a ser descoberto e degustado em família.

Um dos nossos programas favoritos é se jogar nos parques urbanos (e que parques!). No Bicentenário, localizado no elegante bairro Vitacura, há um restaurante que contempla o verde do lugar, o Mestizo. Um almoço em família por lá é a nossa dica certeira, junto à diversão dos playgrounds modernos e seguros.

Os filhos de Alexandra no Parque Bicentenário Foto: Alexandra Aranovich / Arquivo Pessoal

O Parque Forestal é outro que adoramos. Está coladinho à região de Lastarria (excelente área para se hospedar!), onde recomendamos um sorvete no famoso Emporio La Rosa. Enquanto a gurizada curte o sorvete, os pais podem apreciar vinhos chilenos no excelente wine bar Bocanariz, na gastronômica ruela de Jose Victorino Lastarria.

Outros programas imperdíveis são subir o Cerro Santa Lucia, visitar o Mercado Central, caminhar pelo bairro de Bellavista (leia-se Zoo, Cerro San Cristóbal e casa da Pablo Neruda) e, quem sabe, fazer umas comprinhas no Shopping Arauco, onde está situado o KidZania (cidade miniatura para crianças menores brincarem).

Alexandra e família em Portillo, Chile Foto: Alexandra Aranovich / Arquivo Pessoal

Por fim, já que comer no Chile é uma programão imperdível, eis alguns de nossos pratos favoritos: frutos do mar (como machas a parmesana, ceviche e congrio), empanadas, pastel de choclo (milho) e de jaiba (caranguejo) e o clássico sanduíche quente com nome de presidente, o Barros Luco (pão, carne e queijo).

Outras sugestões
Alexandra também recomenda a dupla resort em Camboriú (Infinity Blue) com passeios no Beto Carrero (SC), a praia de Jericoacora (CE) e explorar as rotas turísticas de Bento Gonçalves e Canela (RS).

DESERTO DO ATACAMA

Por Luciane Aquino, do blog Vou Viajar

Quando meu marido sugeriu juntar um roteiro no Valle Nevado com uma escapada ao deserto do Atacama (ambos no Chile), pensei: "Isso não é viagem pra criança!". Pelo que já tinha lido sobre essa região no norte do país, enfrentaríamos sol durante o dia, frio à noite, muitas caminhadas e a altitude. E tudo isso longe do wi-fi e do Minecraft.

Ledo engano. Hoje, quando recomendo destinos para crianças, o Atacama está entre os primeiros da lista. Para começar, a paisagem hipnotiza qualquer ser humano — não importa a idade. As cores, os cheiros e as texturas são experiências inesquecíveis. Depois, porque é uma Disney da natureza: dá pra ver gêiseres ao amanhecer, boiar sem afundar em uma lagoa salgada ao meio-dia, levar cusparada de lhamas à tarde e estudar as estrelas à noite, em um dos céus mais limpos do planeta.

Deserto do Atacama Foto: arquivo pessoal / Arquivo Pessoal

Nossas dicas para encarar a jornada: as crianças sentirão muito pouco a altitude (esse é um problema dos adultos); há várias caminhadas, sim, mas elas podem ser adaptadas à idade, e, na maioria das vezes, é possível usar carrinho. E importante: não há banheiro em quase nenhuma trilha. Leve papel higiênico, lenço umedecido e tudo o que seu filho precisar se tiver de enfrentar algum perrengue ao ar livre.

Não leve roupa "boa". Logo no primeiro dia, tudo vai ficar cor de laranja devido à poeira, e o sal vai arruinar o couro. Escolha tênis e botas bem usadas e confortáveis; luvas e touca são obrigatórias para o amanhecer e o entardecer. Também recomendo um protetor fino de pescoço, desses usados no esqui, para colocar sobre o nariz e impedir a entrada de poeira. Tome água o tempo inteiro, lambuze os lábios com hidratante, irrigue o nariz com soro (consulte o pediatra) e use filtro solar e boné.

Vale a pena pagar mais um pouquinho e fazer tours privados. Os guias dão atenção especial aos pequenos, contam detalhes incríveis sobre os animais e as plantas, mostram as estrelas, entram com as crianças nos lagos gelados e fazem fotos divertidas da família.

Outras sugestões
Luciane também recomenda Buenos Aires, a dupla Montevidéu e Colônia, as baleias da Praia do Rosa e a serra gaúcha.

URUGUAI: COLÔNIA DO SACRAMENTO

Por Susana Spotti, do blog Viagem Simplesmente 

Nossa dica é unir as atrações da capital do Uruguai com a pequena e charmosa Colônia do Sacramento. A menos de duas horas de carro de Montevidéu, Colônia é uma cidade colonial à beira do Rio da Prata que pode ser percorrida toda a pé. Encanta por seu bairro histórico, suas ruelas e suas casas antigas. Além disso, conta com boa oferta de restaurantes, pousadas e hotéis. Nossos filhos adoraram, foi uma verdadeira aula de história.

Colônia do Sacramento Foto: Alexandra Aranovich / Arquivo Pessoal

Não deixe de visitar o mirante do Pátio de Compras da Rua do Comércio e a Calle dos Suspiros, de tirar fotos com os calhambeques e tomar um sorvete na El Cali. Para ver o pôr do sol em família e ainda curtir um café ou refeição incrível, vá ao Churana.

Outras sugestões
Susana também recomenda a serra gaúcha. Caso queira um pouco de calor, as opções são Beach Park Fortaleza (CE), Natal (RN) e Praia da Pipa.

SERRA GAÚCHA

Por Claudia Bins, dos blogs As Passeadeiras e Mezzo Mondo 

A serra gaúcha é o destino perfeito para quem quer curtir em família os prazeres do frio no Estado. Começando por Bento Gonçalves, que é uma delícia. Percorrer a rota dos Caminhos de Pedra vai fazer a garotada voltar ao passado e reviver a história dos colonizadores, com suas casas de pedra ou madeira e as rodas d'água.

Ao longo do caminho, há várias atrações. Visite as casas da Ovelha e do Tomate e a Salumeria. Aproveite e prove o risoto de charque na Casa Vanni, que tem um jardim perfeito para tomar um cafezinho ao sol, enquanto as crianças brincam na minipracinha.

Gramado Foto: Claudia Bins / Arquivo Pessoal

No Vale dos Vinhedos, prove a costelinha de porco no restaurante Maria Valduga e depois caminhe por lá, sem pressa. Leve as crianças para visitar o castelo onde ficam os restaurantes Casa Di Paolo e Dona Carolina. Faça um piquenique na Vinícola Dal Pizzol (na rota das Cantinas Históricas), que tem um parque temático do vinho, com bichos e pracinha. Não deixe de andar na Maria Fumaça, chegando cedo à plataforma da estação para tirar fotos divertidas com roupas de época. Por fim, faça o tour pelo parque temático Epopeia Italiana e aprecie o dourado das árvores da região.

Para os aventureiros, os Aparados da Serra é o destino. Em Cambará do Sul, confira o rodízio de trutas no restaurante O Casarão e vá até os parques dos cânions. Para crianças, indico as trilhas do Itaimbezinho. Se quiser uma experiência inesquecível, hospede-se no Parador Casa da Montanha, em barracas de luxo que comportam bem a família.

Foto: Claudia Bins / Arquivo Pessoal

Já em Canela, a diversão é garantida no Alpen Park, no teleférico da cascata do Caracol e na pizzaria Toca da Bruxa. Prove um autêntico apfelstrudel no Castelinho do Caracol e deixe as crianças se divertirem no Parque Terra Mágica Florybal. Em Gramado, os programas clássicos são o pedalinho no Lago Negro (foto), uma visita ao Mini Mundo, ao Reino do Chocolate e ao Gramado Zoo. Se quiserem ver neve e gelo, visitem o Snowland e o Mundo Gelado.

Outras sugestões
Claudia Bins também recomenda Minas Gerais (com visita obrigatória a Inhotim), Paraty (RJ) e a serras catarinense e fluminense (em Petrópolis, as crianças conhecem um pouco sobre a história da família imperial).

BETO CARRERO COM SANTA CATARINA

Por Francine Agnoletto, do blog Viagens que Sonhamos

Em tempos de dólar alto, o Beto Carrero World é uma excelente alternativa às viagens ao Exterior — principalmente para nós, gaúchos, que estamos "aqui do lado" e podemos visitar o lugar sem passar por um aeroporto. O parque temático catarinense está entre os mais completos do mundo e foi eleito pelos usuários do TripAdvisor como o melhor da América do Sul.

Além de agradar os fãs de adrenalina e atrações radicais, o parque encanta os pequenos com mundo mágico e zoológico. Os shows são muito bem produzidos, e as parcerias com DreamWorks e Universal Studios adicionaram ainda mais magia e encanto ao lugar, com novos personagens e apresentações, como Velozes e Furiosos e Madagascar.

Os personagens de "Madagascar" Foto: arquivo pessoal / Arquivo Pessoal

Programe-se para visitar o local em dois dias. Só assim a família irá participar de todos os shows e atrações e ainda poderá repetir os programas que mais curtiu. Não deixe de conferir o horário de encontro com os personagens, assim que entrar no parque, e faça seu roteiro em função dessa programação.

Na hora da fome, nossa dica está no show Velozes e Furiosos, que tem um área VIP de almoço, praticamente ao lado da pista, em restaurante temático. O acesso a essa área não tem custo extra, somente o valor da refeição. Reserve pela manhã, no próprio restaurante, ou chegue cedo, para pegar a primeira fileira de mesas. Há opções de lanches como hambúrgueres, e pratos com carne, arroz, batata frita e vegetais, a partir de R$ 20. Vale muito a pena, e você aproveita o tempo para almoçar. Outro show com almoço é o Excalibur — pago à parte, mas imperdível.

Se for possível esticar a estadia, aproveite para conhecer um pouco mais de Santa Catarina, como as praias e as atrações de Balneário Camboriú, a Vila Germânica de Blumenau e Pomerode, a cidade mais alemã do Brasil.

Outras sugestões
Francine também recomenda Foz do Iguaçu, Bariloche e serra gaúcha. Para um pouco de calor, o litoral norte de Alagoas.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.